A importância da música

music1

A  Música durante a Gravidez e no Pós-Natal vai promover um desenvolvimento emocional com equilíbrio exercendo efeitos terapêuticos. Trazendo inúmeros benefícios.


A Música reúne o encontro da música com a harmonia, exercendo efeitos terapêuticos. É um meio de expressão, de comunicação, de estruturação e de análise da relação. Os seus efeitos crescem na relação entre o utente, a música e o terapeuta. Promove o bem estar físico, emocional, cognitivo e social
O encanto da música com efeitos sedativos são as canções de embalar, cantadas pelas mães para adormecer os seus bebés. O som faz parte do meio que nos rodeia, é absorvido desde o nascimento, ou mesmo antes, com a memória do ritmo do coração materno, produzindo uma sensação de segurança e bem-estar.
A sociedade reprime a expressão de afectos, tornando o indivíduo cada vez mais inibido ou até ausente de afectos. É desde a vida intra-uterina que estes nascem e devem ser desenvolvidos e acompanhados ao longo da vida sem os colocar de parte ou mesmo esquecer…
Assim, através do som, o ser humano poderá alcançar um auto-conhecimento que permite dar e receber, sobretudo agora, num mundo sem tempo, podendo partilhar e tornar-se presente no desenvolvimento dos seus filhos.
Através da expressão corporal, o indivíduo facilita a expressão de emoções e dá a conhecê-las sem linguagem verbal.

Objectivos
– Compreender as próprias emoções e do outro
– Manifestação de afectos através do movimento e da expressão corporal
– Promoção da interacção e desenvolvimento das relações interpessoais
– Promoção da Vinculação/Regulação Emocional
– Aprender a comunicar
– Fortalecimento de laços afectivos pais-bebé
– Desenvolvimento da criatividade
– Redução do stresse e da ansiedade
– Melhorar a auto-estima

Cláudia Madeira
Especialista do Portal doBebé
Psicóloga Clínica, Formação  em Musicoterapia
Psy HealthyLife
www.psyhealthylife.com 

Written By
More from

O nascimento do segundo filho

O nascimento do segundo filho traz sempre preocupações aos pais quanto à...
Read More

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *