Actualidades

A Quaresma dos tempos modernos

A Quaresma dos tempos modernos
do Bebé

A Quaresma, período de preparação espiritual para a Páscoa, leva todos os anos muitos portugueses a viver de forma mais moderada. No entanto, este pode ser um exercício difícil. Em viagens de avião e na escola cumprir a tradição de não comer carne nem sempre é fácil. Todos os anos há um conjunto de datas assinaláveis que a generalidade das pessoas segue e comemora: o Natal, a Páscoa, o Carnaval – e a grande comemoração dos tempos modernos, as férias de Verão. Muitos esquecem-se, no entanto, de alguns outros rituais, quer porque não faz parte da sua «religião», ou apenas por falta de atenção.

A Quaresma, o tempo que os católicos agora atravessam, vai da Quarta-feira de Cinzas (25 de Fevereiro) até Quinta-feira Santa (9 de Abril) e há séculos que sustenta a mesma «filosofia»: torna-te mais puro e mais perfeito.

Contudo, a forma prática de a cumprir absorveu a evolução dos tempos e muitos dos sacrifícios e jejuns foram substituídos por outras formas que continuam, porém, a perseguir o mesmo objectivo.

As grandes traves mestras da Quaresma são a penitência e a caridade, explicou ao Destak o Pe. João Caniço. A abstinência de carne à sexta-feira (juntamente com o jejum na Quarta-feira de Cinzas e na Sexta-feira Santa) foi sempre «a manifestação comunitária» da penitência, e muitos portugueses continuam a fazê-la.

Mas, diz o sacerdote, como hoje a carne não simboliza festa e opulência, assume agora mais a forma de um gesto. Foi o próprio Papa PauloVI que libertou os fiéis dessa obrigação, desde que fosse substituída por um outro gesto capaz de nos «mudar interiormente».

Resistir às tentações

Hoje, o tempo de Quaresma deve ser interpretado como um tempo de meditação, de preocupação com o outro e de aperfeiçoamento espiritual. O que implica, por exemplo, não ceder à ira ou à vingança, mas também resistir a tentações que nos «escravizam»: «Assim como não comi carne, assim como não comi os doces que me apeteciam tanto, assim como não vi aquela telenovela de que gosto, vou tentar não me vingar».

Faz, portanto, sentido que a abstenção se materialize de outras formas, alimentícias ou não. A escolha deve ser pensada: «Se essa coisa me domina, se me impedir de ser senhor de mim mesmo», então este é o momento para me libertar dela.

Basta ceder um sorriso

A caridade cumpre a segunda directiva da Quaresma: dar ao próximo. É agora que muitas dioceses se juntam para, com o contributo de todos, financiar uma causa, como foi já o caso de uma maternidade em Timor-Leste. A isto chama-se Renúncia Quaresmal.

Mas não é apenas «uma questão de repartir dinheiro», lembra o Pe. João Caniço. E diz: «Tens o teu sorriso, a tua vida, a tua vitalidade, a tua inteligência, a tua amizade, são tudo coisas que podes dar».

—————————————–

SERÁ FÁCIL CUMPRIR?

Sendo a abstinência de carne à sexta-feira o grande símbolo exterior da Quaresma, o Destak tentou perceber se um praticante encontra dificuldades durante esta época.

É preciso levar marmita?

Pelo sim, pelo não, é melhor. Não é possível confirmar se na grande maioria das escolas públicas o peixe é o prato de sexta-feira nesta época do ano. Contactado pelo Destak, o Ministério da Educação explicou que a definição dos menus é deixada ao critério de cada escola. Após consultar várias ementas, o Destak concluiu que, de facto, muitas escolas servem peixe à sexta-feira, todo o ano aliás. É difícil avaliar uma intenção específica, já que é obrigatório alternar a carne e o peixe. O mesmo se passa nas universidades, onde é costume haver dois pratos diferentes à escolha.

Carne em alta
No que toca aos fãs de carne, a época parece não se fazer sentir. O Destak contactou a Portugália e o McDonalds, dois restaurantes conhecidos por servir carne, que não assinalaram diminuição de clientes ou mudança para pratos de peixe ou vegetarianos.

Fome no avião

Para quem quer ser cumpridor e precisa de viajar de avião, a situação também se pode tornar difícil. O Destak viajou a bordo da TAP dia 27 de Fevereiro, sexta-feira, e foi confrontado com uma sandes de carne assada. A equipa a bordo esclareceu que não existia qualquer menu alternativo.

Sem-abrigo comem peixe

Curiosamente, em Lisboa, os sem-abrigo cumprem à risca a regra da abstinência de carne. Pelo menos aqueles que recebem alimentos da Comunidade Vida e Paz. A organização de apoio aos sem-abrigo distribui refeições sem carne e providencia ainda a celebração de missas, via-sacra e encontros de carácter religioso.

———————————————–

Para tornar o conceito de Quaresma mais claro para quem não o vive ou conhece, o Destak decidiu experimentar. A jornalista Inês Santinhos Gonçalves escolheu abster-se do seu maior vício, os doces, e experimentou pela primeira vez a Quaresma. Pode continuar a segui-la em http://twitter.com/diarioquaresma:

25 de Fevereiro: Tomei o meu primeiro café sem açúcar. Ter-rível. Largar a cafeína é uma hipótese.

27 de Fevereiro: Hora de almoço em voo da TAP. Sandes de carne assada e barrita de cereais com chocolate. Tirei a carne e comi pão com alface. A acompanhar? Água.

4 de Março: Adoptei o café pingado. Sempre disfarça.

5 de Março: Parece-me que não vou ao Festival do Chocolate

8 de Março: Com este tempo já só penso em gelados.

9 de Março: O conceito de doce é difícil de definir: nada de refrigerantes ou pastilhas.

13 de Março: Hoje chegou “aquele” dia em que tive que ligar a uma amiga e dizer: «em relação ao jantar que vais dar em tua casa… pode não ser carne?»

15 de Março: Quero tanto tanto tanto um doce. Se eu comer agora este bocadinho de chocolate nunca ninguém vai saber. Ninguém. Mas resisto.

19 de Março: Escrevi a frase «linhas tortas» e pensei «huummm tortaaaas».

23 de Março: Já bebo café normal sem caretas. Vitória!

in Destak

 

Click to add a comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Actualidades
do Bebé

More in Actualidades

fundação rui osório de castro

Workshop de Moda para Crianças do IPO de Lisboa

Mulher dá à luz a bebé ‘grávida’ de gémeos

operação nariz vermelho loja online

Operação Nariz Vermelho lança loja online

O MUNDO SECRETO DOS BEBÊS

O Mundo Secreto dos Bebês: Série mostra como pais devem agir quando bebés começam a falar

fetos de bebés em impressoras 3D

Empresa da Estónia cria “bebés” em impressoras 3D

Sangue de cordão

Sangue de cordão não é seguro de vida diz uma campanha no Brasil

bebés trocados

França indemniza famílias com bebés trocados

A Genética e fatores ambientais influenciam na evolução infantil

A Genética e factores ambientais influenciam na evolução infantil

Parceiros:
contacto: info@dobebe.com

Copyright © 2016 doBebe.com.