Amamentação e beneficios

mamar

A OMS – Organização Mundial da Saúde, recomenda que o bebê deva receber exclusivamente leite materno até seis meses de vida. A introdução de alimentos complementares deve ser iniciada a partir daí, mantendo o aleitamento até os dois anos de idade, se possível.
O Leite Materno é um alimento de grande complexidade biológica, sendo fonte de nutrientes que garantem o crescimento e desenvolvimento do bebê.
O primeiro leite, chamado colostro, aparece por volta do 7º mês de gestação e apresenta aspecto mais espesso, pegajoso e coloração amarelada. É o mais completo como primeiro alimento para o bebê e possui grande número de substâncias que o protegem contra doenças. Pode-se dar a ele a denominação de primeira vacina natural.
VANTAGENS PARA O BEBÊ
O leite materno contém todos os nutrientes que o bebê precisa nos primeiros seis meses de vida:
Tem água em quantidade suficiente. Mesmo em clima quente e seco, o bebê que mama apenas no seio, não precisa nem de água;
Contém quantidades adequadas de proteínas, gorduras, vitaminas e minerais, prevenindo o excesso de ganho de peso;
É de fácil digestibilidade, sendo mais facilmente absorvido pelo bebê no ato de mamar do que aquele tomado na mamadeira;
Aumenta o laço afetivo mãe-filho, fazendo o bebê sentir-se amado e seguro. Crianças que mamam no peito tendem a serem mais tranqüilas e mais fáceis de socializar-se durante a infância;
Leite materno contém endorfina, substância química que ajuda a suprimir a dor.
Ele também possui anticorpos, leucócitos e outros fatores anti-infecciosos, que protegem contra a maioria das bactérias e vírus.
Nos bebês, o ato de sugar o seio é importante para o desenvolvimento da mandíbula, dentição e músculos da face. Contribui também para outros benefícios, como o bom desenvolvimento da fala.

VANTAGENS PARA A MAMÃE
Quando a criança suga, a hipófise posterior da mãe é estimulada a produzir um hormônio (ocitocina) que contrai o útero, favorecendo que o mesmo retorne mais rapidamente ao volume normal.
Ajuda a mãe a voltar mais rápido ao peso pré-gestacional. Calcula-se que a mulher que amamenta exclusivamente gasta mais 704 Kcal/dia.
Estudos de populações demonstraram que mulheres que amamentaram com maior freqüência e por mais tempo, tiveram menor risco de câncer de ovário e de mama.
O leite materno está sempre pronto e na temperatura certa. Não se erra no preparo e nem há risco de contaminação.

Atuais e futuras mamães! Acreditem que a amamentação é um verdadeiro ato de amor, sendo a melhor escolha para a saúde do bebê que, no toque, sentir-se-á amado e seguro. E que, principalmente, no futuro será feliz. Felicidades!!!
Izaara Alvarenga
Nutricionista

Izaara Alvarenga é graduada em Nutrição, pela UNILAVRAS, Lavras/MG. Especialista em Exercício Físico, Nutrição e Medicina na Saúde e no esporte, pela UNESP, Botucatu/SP. Possui grande experiência na área de Alimentação Hospitalar. Na área de responsabilidade social, atua na Pastoral da Criança e no Lar Esperança e Vida Mateus Loureiro Ticle, de apoio ao portador de Câncer, em Lavras. É também Articulista dos Jornais impressos “A Gazeta” e "Jornal Agora" da cidade de Lavras/MG, "Jornal O Movimento" da cidade de Carrancas/MG e "Jornal Folha de Catuípe"da cidade de Catuípe/RS, com a coluna “Vida Saudável”.

 

Tags from the story
Written By
More from

Crianças que mentem dão bons líderes

Ser um pequeno trapaceiro pode querer dizer que a criança se tornará...
Read More

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *