Aparelho pode diminuir risco de infecção em bebês

 ar-condicionado comprado recentemente pela Santa Casa de Mogi das Cruzes para ser instalado na Maternidade deverá reduzir a zero o número de mortes de bebês por infecção hospitalar. A projeção é do novo diretor-técnico do hospital, Carlos Alberto Gallo.
Segundo ele, o equipamento de cerca de R$ 600 mil apresenta um sistema denominado como fluxo de comando, que será responsável pelo "filtro de bactérias", isto é, uma assepsia automática do ambiente onde estarão internados os recém-nascidos. É um sistema muito comum em centros cirúrgicos.

"É um equipamento extremamente caro, mas de grande importância para a saúde dos bebês, porque impedirá a contaminação deles por agentes externos", justificou.

De acordo com Gallo, o ar-condicionado deve ser instalado durante o feriado de carnaval. "Vamos trabalhar para cumprir o prazo de 60 dias estabelecido pelo prefeito (Marco Bertaiolli – DEM) para a reabertura da Maternidade. Aliás, ter o berçário em pleno funcionamento e totalmente seguro é o grande anseio da população. Seremos a primeira Santa Casa, num raio de cem quilômetros, com este sistema de assepsia", destaca.

Segundo Gallo, na região metropolitana, os hospitais Sírio Libanês, Albert Einstein, Maternidade São Lucas e Osvaldo Cruz são os que contam com o mesmo tipo de equipamento.

 

Médicos
Além do término das obras até abril, outro objetivo da direção da Santa Casa é encontrar "o mais rapidamente possível" um novo infectologista qualificado para assumir os serviços dos hospital, assim como neonatologistas para trabalhar na Maternidade. Os profissionais, entre eles o chefe da UTI pediátrica, Dante Abensur, foram dispensados pelo novo provedor Mário José Calderaro.

in moginews

Written By
More from

Alimentar os seus filhos nas férias

___________ Não é novidade para ninguém que as frutas, verduras e legumes...
Read More

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *