Aparelho pode diminuir risco de infecção em bebês

 ar-condicionado comprado recentemente pela Santa Casa de Mogi das Cruzes para ser instalado na Maternidade deverá reduzir a zero o número de mortes de bebês por infecção hospitalar. A projeção é do novo diretor-técnico do hospital, Carlos Alberto Gallo.
Segundo ele, o equipamento de cerca de R$ 600 mil apresenta um sistema denominado como fluxo de comando, que será responsável pelo "filtro de bactérias", isto é, uma assepsia automática do ambiente onde estarão internados os recém-nascidos. É um sistema muito comum em centros cirúrgicos.

"É um equipamento extremamente caro, mas de grande importância para a saúde dos bebês, porque impedirá a contaminação deles por agentes externos", justificou.

De acordo com Gallo, o ar-condicionado deve ser instalado durante o feriado de carnaval. "Vamos trabalhar para cumprir o prazo de 60 dias estabelecido pelo prefeito (Marco Bertaiolli – DEM) para a reabertura da Maternidade. Aliás, ter o berçário em pleno funcionamento e totalmente seguro é o grande anseio da população. Seremos a primeira Santa Casa, num raio de cem quilômetros, com este sistema de assepsia", destaca.

Segundo Gallo, na região metropolitana, os hospitais Sírio Libanês, Albert Einstein, Maternidade São Lucas e Osvaldo Cruz são os que contam com o mesmo tipo de equipamento.

 

Médicos
Além do término das obras até abril, outro objetivo da direção da Santa Casa é encontrar "o mais rapidamente possível" um novo infectologista qualificado para assumir os serviços dos hospital, assim como neonatologistas para trabalhar na Maternidade. Os profissionais, entre eles o chefe da UTI pediátrica, Dante Abensur, foram dispensados pelo novo provedor Mário José Calderaro.

in moginews

Written By
More from

Atropelou bebé sem se aperceber

Um bebé de 22 meses estava ontemterça-feira, internado nos Cuidados Intensivos do...
Read More

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *