As Cólicas – algumas respostas

A fase das cólicas dura 3 meses, mas para nós pais e para o bebé esse tempo torna-se uma eternidade.
Seria muito fácil se existisse um manual!
Não o sendo deixo aqui o que sabem os especialistas sobre as cólicas e como para enfrentar essa etapa.
Como sabemos quando o bebé tem uma cólica?
O rosto do bebé fica vermelho, as pernas encolhidas e o choro torna-se agonizante

Aprenda aqui como saber distinguir entre a realidade e o mito.



1. Porque têm cólicas os bebés?
Não existe, por exemplo, uma causa exacta. As cólicas são atribuídas à associação de alguns factores, entre eles a imaturidade dos sistemas gastrointestinal e nervoso central, que, entre outras funções, controla as contracções do intestino. Como o processo de formação e funcionamento desses mecanismos ainda não está completo, ocorrem movimentos intestinais descoordenados que acabam por provocar as dores. Passados três meses, esses sistemas adquirem maturidade e as cólicas deixam de fazer parte da rotina familiar.

2. Como saber se o choro do bebé é mesmo devido a ter cólicas?
Primeiro, por eliminação: o bebe estará com fome? A fralda estará molhada? Estará com calor? Com frio? Se essas possibilidades foram descartadas e o choro continua, é grande a probabilidade de ser uma cólica. Além disso, há algumas características específicas: o bebé contorce-se, o rosto fica vermelho e com expressão de dor, as mãos ficam cerradas e o choro estridente parece inconsolável. Em muitos casos, as crises costumam acontecer no mesmo horário – à tardinha (18-19h.) ou no início da noite.

3. Se o bebé é amamentado no peito, a alimentação da mãe pode fazer diferença na presença e na intensidade das cólicas?
“Há pouca relação comprovada entre a cólica e a alimentação da mãe”, afirmam vários Pediatras de todo o mundo. “O único alimento que aumenta as cólicas do bebé se for ingerido pela mãe é o leite de vaca, mas só se ela tiver alergia à proteína do leite de vaca ou intolerância à lactose.” É possível que a mulher tenha esses problemas e não saiba, ou apenas descubra durante a amamentação, quando, em geral, por ordem médica, aumenta o consumo de leite e derivados.

4. Qual o motivo para apenas alguns bebés terem cólicas?
Cada indivíduo é único no que diz respeito a factores genéticos e biológicos, o que explica parte da questão. A outra parte diz respeito ao ambiente. Embora não existam dados científicos sobre o assunto, os pediatras concordam que a atitude dos pais conta pontos. “A criança percebe tudo a sua volta, inclusive a tensão e a ansiedade dos pais”, “A reacção a esses estímulos externos pode ser a cólica.” O pediatra Ruy Pupo Filho, autor do Manual do Bebê (editora Campus Elsevier),diz “ a cólica é quase sempre uma característica do primeiro filho – o segundo costuma ter bem menos e o terceiro quase não tem”. Excesso de agitação, como o volume da TV alto ou brincadeiras prolongadas, também pode desencadear as cólicas. Respeitar ao ritmo e o sono do bebé é fundamental.

5. Quais as formas mais eficazes de combater essa dor?
A primeira recomendação (por mais difícil que pareça ) é manter a calma. É preciso quebrar o círculo vicioso que se estabelece: a criança tem cólica, os pais ficam nervosos, o bebé sente mais dor, gera ansiedade crescente nos pais e assim sucessivamente. O Pediatra deverá conversar acerca deste “problema” explicando que não é uma doença mas algo fisiológico! Mas, e se mesmo assim a cólica existir, que medidas deverá tomar? Fazer massagens circulares na barriguinha e aquecê-la com uma bolsa térmica, flexionar e estender as perninhas, como se fosse andar de bicicleta, ajuda. O contacto pele com pele também tem efeito relaxante e calmante.
A mãe ou o pai devem deixar o bebé só de fralda e colocá-lo em contacto com o corpo deles.” Remédios, apenas com recomendação médica.

6. O Bebé que não arrota depois de mamar terá mais cólicas em seguida?
Se o bebé engolir ar durante a mamada e não arrotar, pode haver formação de gases e, consequentemente, cólicas. Mas não significa que ele deva arrotar sempre que mama – não é regra que em toda mamada ele possa ter engolido ar, principalmente se a forma como mama for correcta, com a boca do bebé cobrindo a maior parte da aréola e o lábio inferior virado para baixo, formando um género de beicinho. Se estiver a amamentar com biberão mantenha o bico sempre cheio de leite.

7. Durante a crise das cólicas, algumas mães tentam amamentar para acalmar o bebé. É correcto dar de mamar nesse momento ?
Sugar tem um efeito calmante e pode ajudar, sim. Mas, se ele mamou à muito pouco tempo, pode não ser uma alternativa adequada. Nessa situação, o seio não terá tanto leite e haverá um risco maior de a criança engolir ar, formando gases. Conseguindo-se, assim, o efeito contrário: aumentando bastante as cólicas.

Written By
More from

Jennifer Hudson pode estar grávida novamente

Jennifer Hudson pode estar novamente grávida, cerca de cinco meses depois de...
Read More

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *