Bebê morre após parto ser interrompido devido a briga entre médicos

O caso aconteceu no Hospital Municipal de Ivinhema/MS, durante o parto de Gislaine de Melo Cabreira. A gestante chegou ao hospital acompanhada do pai do bebê, Gilberto de Melo Cabreira. O nascimento do filho seria acompanhado pelo médico que realizou todo o pré-natal da gestante, Dr. Orozino.

Gislaine foi então encaminhada para o centro cirúrgico e quando já estava em trabalho de parto, o médico plantonista do hospital Dr. Sinomar entrou na sala e, de acordo com o site Ivinotícias, houve um desentendimento entre os médicos. Informações preliminares dão conta de que a discussão começou porque o médico plantonista (Dr. Sinomar) sentiu-se desrespeitado porque ainda não havia trocado o turno de plantão no hospital e supostamente ele é que deveria assumir a cirurgia.

O que a princípio era apenas uma simples discussão evoluiu para agressões enquanto a mãe em trabalho de parto presenciava tudo. Após alguns instantes, a gestante que teve o trabalho de parto interrompido, foi levada para um dos quartos do hospital. A cirurgia foi interrompida por aproximadamente 1h30, quando a mãe finalmente foi levada para o centro cirúrgico para realização cesariana, mas o bebê nasceu morto.

Segundo o site Ivinotícias, exames realizados durante o pré-natal mostravam que o bebê estava com saúde, confirmando a gestação tranquila de Gislaine.

Durante a discussão dos médicos os seguranças do hospital foram acionados para conter os ânimos, além da equipe de saúde do local, mas mesmo assim a Polícia Militar precisou ser acionada. O caso está sendo investigado.

in fatimanews.com.br

Written By
More from

Benefícios dos cereais integrais na alimentação do seu filho.

Entre os 6 e os 8 anos o seu filho vai ter...
Read More

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *