Actualidades

Chora pelo marido que mandou matar

Chora pelo marido que mandou matar
do Bebé

Com o olhar prostrado no chão e um ar visivelmente abatido Rosa Almeida, de 40 anos, sentou-se ontem no banco dos réus do Tribunal de Ílhavo e não conseguiu conter as lágrimas quando lhe perguntaram o estado civil.: "Viúva", respondeu com uma voz fraca. A mulher que chorava ontem perante os juízes é também a mulher a quem o Ministério Público acusa de ter encomendado a morte do marido António, no início do ano. Juntamente com Rosa estão ainda indiciados pelo crime três jovens a quem coube a execução do plano: Nuno Santos de 20 anos, sobrinho da mulher, Rui Silva de 19 e Bruno Silva de 18. Os dois primeiros encontram-se actualmente em prisão preventiva.

Na primeira sessão de julgamento que decorreu durante o dia de ontem, os quatro arguidos permaneceram em silêncio. Entre as várias testemunhas ouvidas esteve António Petoninho, o ex-patrão de Rui e com quem aquele viveu durante mais de um ano, que admitiu que o jovem confessou ter estado envolvido no crime. ‘O Rui disse–me que um homem tinha sido morto e que se tinham livrado do corpo. Não me disse se foi ele que o matou, mas percebi que estava envolvido. Perguntou-me o que devia fazer e eu disse-lhe que ele sabia a resposta. No mesmo dia desapareceu’, contou a testemunha.

Questionado sobre as circunstâncias em que o crime ocorreu, António afirmou desconhecer. No entanto, na altura do crime, a uma assistente social de Mira, localidade onde reside, relatou com exactidão os factos. Ontem, a mesma assistente, Carla Laranjeira, recordou o que António lhe tinha dito. ‘ Disse-me que o Rui estava metido em sarilhos, que ele e mais dois amigos tinham morto um homem dentro da casa dele e que depois disso tinham escondido o corpo num casebre’, explicou Carla.

Ontem, foram ainda ouvidos vários inspectores da PJ que descreveram o estado em que o cadáver se encontrava. ‘Ele estava com as mãos atadas e tinha uma toalha na cabeça e um saco de plástico enfiado. O corpo estava todo ensanguentado, embrulhado numa manta e junto ainda estava o comando da televisão da sala’, afirmou o inspector José Silva.

APAIXONOU-SE QUANDO ANDAVA NA PROSTITUIÇÃO

Segundo a acusação do MP, Rosa andou metida na prostituição pelo menos desde 2006. Foi nessa altura que conheceu um cliente pelo qual se apaixonou, motivo que a levou a distanciar-se cada vez mais do marido. Um ano depois António descobriu que tinha um cancro no pâncreas e a vontade de Rosa de se separar tornou-se ainda mais forte. O casal passou mesmo a viver em casas separadas. A mulher ansiava que o marido morresse, mas o destino trocou-lhe as voltas e António recuperou. Rosa engendrou então um plano com os três jovens a quem dizia entregar três mil euros caso matassem António. O homem morreu mas o dinheiro nunca chegou a ser entregue.

PORMENORES

ENCONTRADO EM CURRAL

O cadáver de António foi encontrado num curral em ruínas, em Ílhavo, treze dias depois do seu desaparecimento. À polícia, Rosa dizia que o marido tinha fugido de livre vontade.

PRISÃO PREVENTIVA

Inicialmente Nuno e Rui estiveram sujeitos a prisão domiciliária. No entanto, após fugirem da pensão onde estavam a morar ficaram a aguardar julgamento na cadeia.

FILHOS MENORES

Rosa tem dois filhos menores, um rapaz de 11 anos e uma rapariga de 10. Ao interrogar os menores, na altura, a PJ desconfiou que algo se passava pois as crianças estavam nitidamente a encobrir a mãe.

in CM

Click to add a comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Actualidades
do Bebé

More in Actualidades

fundação rui osório de castro

Workshop de Moda para Crianças do IPO de Lisboa

Mulher dá à luz a bebé ‘grávida’ de gémeos

operação nariz vermelho loja online

Operação Nariz Vermelho lança loja online

O MUNDO SECRETO DOS BEBÊS

O Mundo Secreto dos Bebês: Série mostra como pais devem agir quando bebés começam a falar

fetos de bebés em impressoras 3D

Empresa da Estónia cria “bebés” em impressoras 3D

Sangue de cordão

Sangue de cordão não é seguro de vida diz uma campanha no Brasil

bebés trocados

França indemniza famílias com bebés trocados

A Genética e fatores ambientais influenciam na evolução infantil

A Genética e factores ambientais influenciam na evolução infantil

Parceiros:
contacto: info@dobebe.com

Copyright © 2016 doBebe.com.