Drª Catita

Como Ajudar nos T.P.C.

Como Ajudar nos T.P.C.
Dra Catita

tpcPara evitar que a hora dos T.P.C. seja uma declaração de mal-estar e frustração vale a pena interiorizem que:

  • Os pais têm várias funções na vida dos filhos mas a principal é serem pais, ou seja, a sua principal tarefa é educar os filhos, assim como, garantir o seu bem-estar físico, emocional e afectivo.

  • Ensinar a ler, escrever e fazer contas não deverá ser tarefa dos pais mas sim da escola e dos professores.

  • Cada pessoa aprende de uma forma e a um ritmo só seu. Sendo que uma criança/aluno é uma pessoa, logo, ela terá uma forma e um ritmo próprio para adquirir as aprendizagens.

  • Depois de um dia de trabalho/escola o que todos querem é descanso, o que significa que a motivação para os T.P.C. é nula, quer para os filhos quer para os pais que têm que os ajudar.

     

  • Ninguém gosta de levar trabalho extra para fazer em casa, os alunos também não!

Chegados aqui é fácil compreender que no final de um dia de trabalho e de escola, ninguém tem motivação para os T.P.C., e que a sua execução é realizada sob grande contrariedade e um enorme cansaço e esforço anímico. Como as capacidades cognitivas estão diminuídas e a tolerância também, haja resiliência para sobreviver aos T.P.C.

Assim sendo,…

  • Antes de começarem os T.P. C. garantam que houve um momento de descontracção e que estão conscientes de como correu o dia de escola da criança. Façam-na sentir que se interessam mais por ela do que pelos T.P.C.

  • Incentivem a criança a começar por fazer os trabalhos que são mais difíceis ou que gosta menos. Quanto mais cansada ela estiver menor deverá ser o esforço que terá que fazer.

  • Deixem que a criança faça os trabalhos sozinha. Só deverão intervir se ela lhes pedir ajuda. Neste caso, peçam-lhe para lhes explique exactamente o que não está a compreender, qual é exactamente a dúvida que tem. Ao “obrigarem” a criança a explicar a sua dúvida estão a fazer com que ela reflicta melhor sobre a dita e verificarão que muitas das vezes, neste processo, ela vai encontrar, sozinha, a resposta que procura.

  • Antes de explicarem seja o que for, peçam à criança para lhes demonstrar como o/a professor/a ensinou na escola. Desta forma vão poder ajudar tendo em consideração a forma como a matéria é transmitida na sala de aula. Esta atitude tem duas grandes vantagens:

1) Obriga a criança a relembrar o que foi explicado na aula e a organizar o raciocínio para lhes transmitir o que foi ensinado mas que ela não conseguiu aprender. Neste processo ela transmite como é o seu raciocínio e lógica sobre a matéria. Se corrigirem o raciocínio e a lógica (mostrarem outra forma de pensar sobre o assunto) que ela está a ter é meio caminho para que a criança, “per si”, encontre a resposta para a sua dúvida;

2) Se a orientação/explicação for ao encontro da abordagem que o/a professor/a fez na aula ajuda a não criar mais confusão na “cabeça” da criança e a evitar que ela pense/diga qualquer coisa do género “a professora não ensinou assim, tu não percebes nada disto”.

  • Nunca terminem os T.P.C. sem uma palavra positiva, sem um gesto de afecto e reforço pelo trabalho realizado. Se a criança necessitou de ajuda é porque a “coisa” não estava a ser fácil. Pensem sempre que a criança é uma pessoa e qualquer pessoa gosta de receber elogios, principalmente, quando teve um esforço extra para ultrapassar uma dificuldade.

Não se esqueçam cada criança é única e não traz manual de instruções, é nas dificuldades do dia-a-dia que ela se vai descobrindo e dando a conhecer.

Estejam atentos!

Xi Coração

Dra. Catita
(Isabel Soares-Psicóloga Educacional)
Facebook: https://www.facebook.com/dra.catita
dr catita logo assinatura 001

Click to add a comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Drª Catita
Dra Catita

A Dra. Catita tem como mentora uma psicóloga educacional, Isabel Soares, que exerce a sua actividade profissional, essencialmente, como Orientadora Escolar e Comportamental. Foi deste trabalho de proximidade com os alunos, crianças e jovens de todos os meios socioeconómicos, que foi possível identificar duas causas comuns do insucesso escolar: i) Défice de inteligência emocional, necessário para lidar com as adversidades; ii) Falta de métodos de estudo eficazes. Causas estas, que contribuem para o desinteresse pela escola o que consequentemente pode levar ao abandono escolar precoce. A Dra. Catita nasce nesta conjuntura para ter uma participação pró-activa na sociedade, com vista a ajudar os actores da comunidade escolar a lidar com estas problemáticas de uma forma mais profícua. Apesar de vivermos numa sociedade onde, ainda, não está enraizada uma cultura de prevenção a Dra. Catita acredita que “mais vale prevenir do que remediar”. Assim sendo, “arregaçou as mangas e pôs mãos à obra”: Promoção da Inteligência Emocional Escreveu uma colectânea de 6 livros (contos infantis direccionados para crianças com idades compreendidas entre os 5 e os 9 anos) sobre o que são e como se deve lidar com as emoções primárias (Raiva, Alegria, Medo, Nojo, Surpresa e Tristeza). Com os contos da colecção, OS CATITAS E AS EMOÇÕES pretende: Disponibilizar uma ferramenta que possa auxiliar na explicação do que são as emoções, o que pode acontecer e o que se sente quando se está sob domínio de cada emoção. Que sejam um suporte que auxilie Pais e Educadores na tarefa de ajudar os seus Educandos a compreenderem, interiorizarem e saberem gerir as emoções quando elas surgem, ou seja, ajudar a promover a educação emocional dos mais pequenos. Que ao trabalharem cada livro em conjunto, pais e filhos, tenham a possibilidade de se conhecerem melhor, desta forma, será uma actividade pedagógica para todos. Para o efeito, no final de cada conto, há sempre um conjunto de actividades para serem feitas em conjunto e que visam promover a INTELIGÊNCIA EMOCIONAL, isto é, a capacidade de reflectir para saber agir. Assim como, se pretende promover a inteligência analítica, criativa e prática de cada criança, ou seja a chamada INTELIGÊNCIA DE SUCESSO (Robert Sternberg). Promoção de Bons Métodos de Estudo Foram criadas as CÁBULAS DA DRA. CATITA com o objectivo de ajudar os alunos a fazer bons apontamentos. Apontamentos que os ajudem a sistematizar as matérias, ou seja, a compreende-las e assimilá-las. A cábula da gramática de português está praticamente concluída e publicada na página do facebook www.facebook.com/dra.catita, em pequenos posts fáceis de copiar. No seguimento de alguns pedidos de pais e alunos, este trabalho irá dentro em breve ser compilado e publicado em livro. Logo que o trabalho da gramática de português esteja concluído terá inicio o de matemática.

More in Drª Catita

assinatura dr catita 007

Feliz Natal

pensadora 837

Cabecinha pensadora!

Parceiros:
contacto: info@dobebe.com

Copyright © 2016 doBebe.com.