Como decorar o quartinho do bebê

Quando o bebê está chegando, o cantinho dele precisa estar preparado. Mas como preparar as cores das paredes e os móveis próprios para a ocasião e, ao mesmo tempo, evitar o acúmulo de poeira?

Recém-nascidos
Partindo do conceito de que a criança precisa de um ambiente calmo e tranquilo logo nos primeiros meses, é importante manter o local ambiente o mais livre possível de ruídos e evitar aberturas repentinas das janelas e das portas.

Móveis fáceis de limpar e de materiais seguros (como plásticos ou móveis sem ângulos pontudos ) devem ser escolhidos para facilitar a vida de todos na casa. A proximidade com o quarto dos pais também é importante, para manter o acesso fácil e rápido e caso de alguma emergência.

Dê preferência para poltronas que possam virar camas. Mesmo sendo importante que a criança viva o mais independente possível, nos primeiros meses é normal que o pai ou a mãe durma algumas vezes no quartinho do bebê. A cama da criança (ou berço) deve ser postada junto à parede não apenas por motivo de segurança física da mesma, mas para que o quarto possa ter espaço para futuras brincadeiras.

Seguem algumas dicas para preparar o quarto os seus filhos em diferentes idades!

* Decore as paredes com motivos que remetam a atividades mais físicas. Uma redinha de gol, de basquete ou mesmo um caminho de amarelinha podem ajudar a estimular o gosto por estas atividades.

* Caso pense em beliches para crianças com idades mais avançadas, opte por modelos mais divertidos. Alguns apresentam formatos de carrinhos de Fórmula 1 ou mesmo de casinhas, com escorregadores e tudo mais. Observe sempre a segurança destes móveis.

* A tecnologia é boa, mas precisa ser controlada. Tente ao máximo evitar videogames e aparelhos de televisão pois quanto menor a exposição visual, menos a criança se lembrará que eles existem. Já equipamentos de som apresentam uma função interessante: a música pode servir para marcar a hora do banho, do sono, do passeio…

* Quanto mais suaves forem a cores das paredes, melhor o sono dos pequeninos. Reguladores de energia (ou dimers) controlam a luz na chegada do sono e pode ser um aliado na hora de levar as crianças pára a cama.

* A utilização de espelhos pode ajudar o desenvolvimento, a atenção e o conhecimento próprio do pequeno. Para evitar que ele quebre por acidente, a instalação em locais altos é o mais adequado.

* O uso de tapetes de borracha antialérgico, de cortinas removíveis e laváveis e móveis sem quinas é mais seguros e higiênicos. Evitam acidentes e ao mesmo tempo são fáceis de limpar, evitando o acúmulo de ácaros e outras bactérias.

Cada idade um conceito
Para crianças de 0 a 2 anos, o essencial para o quarto do bebê é o berço, a cômoda (que serve tanto como trocador quanto para guarda-roupa), uma poltrona para amamentar, uma cesta e uma lixeira. A iluminação deve ser a mais tranquila possível.

De 2 a 7 anos o ideal é preparar um ambiente que incentive o desenvolvimento motor e sensorial. Deve ter local para descanso, para brincadeiras, para guardar todos os brinquedos e para as roupas – tudo isso para que, nesta fase, a criança possa aprender a se organizar desde cedo. Habilitar o espaço com um local para o descanso, outra para as brincadeiras e uma área para guardar os brinquedos é uma forma de ensinar-lhe, desde pequeno, a se organizar.

Já na fase dos 7 a 9 anos, a criança precisa de uma área de trabalho mais organizada. Uma escrivaninha com iluminação boa, perto da janela para uma melhor circulação de ar é o mais indicado.

in clicrbs

Written By
More from

Bancos privados já têm mais de 60 mil amostras de células estaminais

É como um seguro: faz-se na esperança de nunca ser preciso. Em...
Read More

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *