Como introduzir os alimentos sólidos?

Questão:
Na passada semana teve lugar a consulta dos 12 meses da Joana, sendo que a pediatra nos deu luz verde para começarmos a introduzir a nossa comida, com as devidas adaptações, na sua alimentação.
Assim, para o jantar de Sábado fiz-lhe um bocadinho de puré de batata, um bocadinho de esparregado e cortei aos pedacinhos um bifinho de novilho.
Pois a Joana não pegou em nada, apesar de ter fome e mesmo depois de misturar tudo. Cerrou a boca e nada feito. Mesmo conseguindo encostar a colher aos seus lábios, a Joana cuspia tudo.
Decidimos dar um passo atrás para, futuramente, conseguirmos dar dois passos em frente. Regressamos às sopas, desta vez um pouco menos bem passadas. Assim, para o almoço de Domingo fiz uma sopa com batata, cebola, um dente de alho, abóbora e alho francês. À parte cozi um bocadinho de carne e, num outro tachinho, um bocadinho de massa-estrelinha. Passei os legumes e, no fim, acrescentei a carne cortadinha aos pedaços bem como a massa-estrelinha.
A Joana boicotou também esta refeição. No entanto, ao jantar, a Joana comeu bem a sopa. Não a comeu toda, antes metade, o que já não foi mau. Estava a ver que íamos seguir o mesmo caminho que à hora do almoço, pois a Joana começou a fazer birra mal a sentamos na cadeirinha de refeições, virando a cara de um lado para o outro. Mas, vá lá, consegui com que ela comesse a sopa, em parte distraida com um brinquedo.
Penso que a introdução dos sólidos vai ser um processo lento. Tenho sobretudo receio que a Joana perca algum peso com esta nova adaptação. Por outro lado, pergunto-me: será que o facto da Joana ainda ter poucos dentes (tem dois, neste momento) dificulta a introdução dos sólidos? Qual a pertinência, ou não, de nos cingirmos às sopas menos bem passadas até ela ter mais dentes para, aí sim, começarmos a familiarizá-la com uma comida mais sólida? Resposta:
A introdução da comida sólida deve ser gradual sem forçar. O número de dentes pode ser relevante embora haja meninos cheios de dentes que não querem mastigar. Não vale a pena fazer dramalhões com a comida, vá dando coisas para ela comer á mão  (côdea de pão, pera, maçã, banana,etc) e aos poucos vaii indo. Há bébés que querem tudo passado mas o que gostam muito dão dentadas…

Dra Isabel Cordeiro
Pediatra na ESCA
Geneticista Clínica, Serviço de Genética do Hospital de Santa Maria Lisboa
Especialista dobebé

Written By
More from

Os sons do Bebé

Os bebés fazem inúmeros sons esquisitos quando estão acordados ou a dormir....
Read More

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *