Crioestaminal colabora com IST

O Instituto Superior Técnico (IST) estabeleceram uma colaboração num projecto intitulado “Expansão de células estaminais do sangue do cordão umbilical”. Esta investigação pretende assegurar a possibilidade de, em caso de necessidade, aumentar o número de células estaminais existentes no sangue do cordão umbilical para transplantes em adultos.


Definir as condições ideais para aumentar a quantidade de células estaminais existentes no sangue do cordão umbilical, mantendo as suas propriedades regenerativas é um dos grandes objectivos deste projecto. O grupo de investigadores liderados pelo Prof. Joaquim Cabral espera que, a médio prazo, se possam utilizar células estaminais expandidas em laboratório, o que permitirá alargar a sua utilização a um maior número de pacientes ou em mais do que uma aplicação terapêutica. Para Raul Santos, Administrador da Crioestaminal, “Esta parceria reveste-se de uma extrema importância uma vez que as células estaminais têm um potencial incalculável, e a investigação no sentido de as multiplicar permitirá ampliar os benefícios que podem oferecer, potenciando a sua utilização”. O método consiste “na multiplicação de células estaminais e/ou a sua diferenciação em condições controladas em sistemas de biorreactores, como alternativa aos sistemas tradicionais de cultura, como sendo as placas de Petri, por forma a produzir células em número suficiente para uma possível aplicação clínica”, esclarece o Professor Joaquim Cabral, responsável pelo grupo do IST. O Professor sublinha ainda que “existe claramente a necessidade de definir como investigação prioritária a área de células estaminais ao nível nacional, quer no domínio da biologia fundamental, quer da bioengenharia”.

in Médicos de Portugal

Written By
More from

Governo autoriza 50 novas unidades de Saúde Familiar em 2014

O Governo autorizou a criação de 50 novas Unidades de Saúde Familiar...
Read More

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *