Decoração

5533

A aparência do seu escritório em casa pode ser decisiva na hora de definir como será a sua produtividade e sua motivação naquele espaço; contribuir para a desorganização ou contribuir para que o espaço fique organizado e transmitir (ou não) uma imagem de seriedade e credibilidade aos seus clientes, prospects e colaboradores. Estabelecer esta imagem profissional em uma empresa estabelecida em casa é um desafio muito maior do que passar esta imagem em um escritório tradicional. Seguem algumas dicas para trabalhar a decoração do seu ambiente de escritório em casa.


1. Pare, olhe e pense. Como seria o escritório em que você gostaria de trabalhar? Em qual tipo de ambiente você se sentiria melhor e mais produtivo? Algo “clean”,”clássico” ou um ponto entre estes dois estilos? Leve em conta que alguns elementos usados para ambientes da casa (cortinas, papel de parede com muitos detalhes e objetos de decoração) nem sempre funcionam bem no escritório, e podem até atrapalhar o fluxo do trabalho. Por outro lado, ambientes muito “espartanos” não costumam ser muito agradáveis de se estar, muito menos de trabalhar 8 horas por dia.

2. Seu home office parece com o pai? Dependendo da atividade que vai ser desenvolvida no escritório, o ambiente deve transmitir uma imagem compatível. Um contador deve ser representado por escritório sóbrio, que transmita ao seu cliente uma sensação de solidez e segurança. Já o home office de um designer precisa refletir a criatividade do dono.

3. Evite o improviso. Ao migrar seu escritório para casa, procure não improvisar. Nada de portas deitadas e cavaletes para simular uma mesa. Investir em mobiliário adequado, decoração agradável e iluminação correta é investir em produtividade. Uma pesquisa realizada nos EUA concluiu uma cadeira desconfortável reduz a produtividade de uma pessoa em 5 minutos por hora. Parece pouco, mas no final do mês são quase 15 horas perdidas.

4. Cuidado com as cores. As cores escolhidas para o seu escritório (sejam os móveis, equipamentos ou revestimentos) podem afetar o seu trabalho física e psicologicamente. Cores podem determinar sensações como calma (cores mais frias, como verdes, azuis e cinzas), dinamismo (cores mornas e quentes, como laranjas e amarelos), tensão (vermelhos). A escolha das cores pode até aumentar a frequência respiratória e dos batimentos cardíacos, no caso dos vermelhos, amarelos, marrons e laranjas; ou aumentar a produtividade (amarelos). Evidências demonstram que a textura da madeira ajuda a reduzir o estresse, assim como os tons de cinza contribuem para a depressão (porém um carpet cinza ou em cores neutras pode camuflar bem a sujeira: o segredo é compensar com cores quentes nos outros objetos do escritório).

5. Recicle. Se você já tiver alguns móveis que pode reutilizar (e que sejam adequados para o uso), sempre existe a possibilidade de repintá-los, reestofá-los ou restaurá-los. Os móveis que não forem ser utilizados, devem ser descartados para não atrapalhar o fluxo de trabalho.

Written By

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *