Dieta mediterrânea pode prevenir espinha bífida

A equipa de cientistas holandeses descobriu que as mulheres que comiam mais frutos, vegetais, óleos saudáveis, peixe e cereais tinham uma probabilidade menor de dar à luz um bebé com espinha bífida, uma malformação congénita do tubo neural que resulta de uma falha na formação das vértebras na coluna do feto, falha essa que, abrindo e tornando vulnerável o seu interior, provoca danos, por vezes graves, no sistema nervoso central.
Suplementação através de ácidos fólicos já havia demonstrado que prevenia deficiências no nascimento dos bebés em casos onde as cordas espinais não conseguem fechar-se por completo. Em alguns países, como nos Estados Unidos, existem alimentos ricos nestas substâncias de forma a garantir às mulheres grávidas que recebem todos os nutrientes necessários. No entanto, os investigadores acreditam que a suplementação por si só não chega, sendo necessário adoptar um tipo de dieta adequado também.

Os investigadores estudaram a dieta de 50 mulheres que tinham dado à luz crianças com spina bífida, e 81 mulheres cujos bebés nasceram sem a malformação. Aquelas que tinham uma dieta mais distante da dieta mediterrânea apresentaram uma percentagem 3 vezes superior de ter um bebé com spina bífida, notaram os cientistas, aconselhando este tipo de dieta durante a gravidez para prevenir a malformação.

in Farmacia.com.pt

Written By
More from

Acompanhamento com pediatras deve ser feito até os 19 anos

Pode parecer exagero, mas, de acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria,...
Read More

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *