Doenças Durante a Gravidez

gravidez problemas

gravidez problemasPermanecer de boa saúde não está totalmente sob o seu controlo, mas durante a gravidez deve ter mais cuidado do que o costume para evitar infecções, sobretudo nos 3 primeiros meses.
Evidentemente, falar é fácil. Na verdade, 1 em 2 mulheres contrai uma infecção durante a gravidez. Este número pode parecer alarmante, mas a maioria dessas infecções é totalmente inofensiva.
Apenas um pequeno número delas pode prejudicar o feto ou o bebé recém-nascido.

 

Dado que a maioria das infecções virais é transmitida por outras pessoas, só poderá evitá-las completamente tornando-se eremita-não é uma solução prática.
Mas, sendo as crianças pequenas um dos mais comuns reservatórios de infecções, é sensato minimizar o seu contacto com crianças que tenham erupções cutâneas ou febre inexplicada. Se trabalha com crianças pequenas, pelo menos inista para que qualquer criança com febre seja mandada para casa.

Infecções Infantis
Há duas infecções virais comuns na infância e que podem ser perigosas para as grávidas -a varicela e a rubéola.

Nas primeiras oito semanas de gravidez, a varicela aumenta o risco de aborto espontâneo e, se for contraída entre as 8 e as 20 semanas, há 1-2%  do risco de síndrome de varicela congénita-anomalias que afectam os membros, olhos, pele e cérebro, juntamente com problemas de crescimento numa fase avançada da gravidez.
Se a primeira vez que for infectada com o virus da rubéola for no início da gravidez,corre o risco de abortar;se a gravidez progredir, pode haver efeitos graves sobre o feto, incluindo surdez, cegueira, defeitos no coração e atraso mental.

Felizmente, actualmente isso é raro, já que quase todas as mulheres em idade fértil ou já tiveram a infecção ou estão imunizadas. Ainda assim, uma das suas primeiras análises sanguíneas pré-natais será à rubéola. Se não estiver imune, aconselhá-la-ão a fazer a vacina mal o bebé tenha nascido.

Entretanto, tem de ter cuidads redobrados para reduzir as hipóteses de ser infectada.
Quanto a papeira, sarampo e poliomielite e graças ao programa nacional de vacinação, é pouco provável que elas constituem um problema para as grávidas.

Constipações, gripes e distúrbios gástricos
Não convém apanhar as tosses, constipações e gripes dos colegas de trabalho, mas é muito pouco  provável que o seu bebé seja afectado, a não ser que tenha febre muito alta, uma das causas reconhecidas de abortos espontâneos no ínicio da gravidez.
De vez em quando, surge uma epidemia de gripe e sem dúvida essas epidemias provocam mortes tanto de fetos como de adultos.
Se tiver uma gripe ou constipação o seu obstetra irá recomendar medicamentos seguros para baixar a febre.
Recorrer a ventoinhas, bem como banhos ou compressas de água tépida.
Quanto a indisposições gástricas, a melhor forma de as tratar é com repouso e muitos líquidos.

Toxoplasmose e Brucelose
Ter cuidados de higiene quando em contacto com animais é especialmente importante no primeiro trimestre de gravidez. O perigo maior é o de contrair toxoplasmose, uma infecção parasitária presente nas fezes dos animais infectados, os sintomas são semelhantes aos das gripes mas mais ligeiros.
A maioria das mulheres desenvolve uma imunidade que protege o feto.
O perigo de contágio significa risco de aborto , ou o bebé sofrer um atraso mental ou cegueira.

A maioria das pessoas contrai a toxoplasmose por inalar ovos de fezes dos gatos, por comer vegetais mal lavados ou carnes cruas.Evite contacto com animais abandonados. Submeta os seus gatos a desparasitações e evite o contactar a caixa dos dejectos. Usando luvas.
Lave frequentemente as mãos.

Se tiver outros problemas de saúde, deverá informar o seu obstetra, pois precisará de cuidados especiais.

Ver o artigo Tomar Medicamentos durante a Gravidez

Se decidir usar métodos com terapias complementares consulte um profissional qualificado e informe o seu obstetra ou parteira,

Written By
More from

O cordão umbilical

O cordão umbilicalé a ligação vital durante a gravidez entre o bebée...
Read More

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *