Estudo mostra células estaminais podem reparar defeitos ósseos

Um estudo publicado na revista «Tissue Engineering» demonstra que as células estaminais do sangue do cordão umbilical podem ser usadas na reparação de defeitos ósseos causados por traumatismos, infeções, tumores ou malformações congénitas, disse hoje fonte universitária.

O cientista Rui L. Reis, investigador da Universidade do Minho, diretor do grupo 3B´s e do Instituto Europeu de Excelência em Engenharia de Tecidos e Medicina Regenerativa e um dos membros do corpo editorial da publicação, adiantou à Lusa que, no estudo realizado em ratinhos, «testou-se a capacidade de diferenciação osteogénica (em células ósseas) e de formação de osso».

Essa diferenciação – frisou – foi conseguida no laboratório do Shanghai 9th People’s Hospital, na China, «a partir de células estaminais mesenquimais de sangue do cordão umbilical, um tipo de célula que se pode transformar por exemplo em osso, cartilagem ou gordura».

Diário Digital / Lusa

Written By
More from

Síndrome de Down

Numa pesquisa realizada em Inglaterra, alguns médicos  demonstram que existem cada vez...
Read More

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *