Extractores de Leite, para que servem?

extrator de leite

extrator de leite

O que quer dizer “extrair leite”?
Extrair leite significa retirar leite dos seus seios de forma manual ou com o auxílio de uma bomba. O objectivo fundamental da extracção de leite é simular, tanto quanto possível, o aleitamento materno. É uma forma de imitar a sucção do bebé.

Porquê extrair leite?

Por vezes acontece que o bebé não pode ou não consegue mamar, por variados motivos. Noutras ocasiões pode ser necessário aumentar a produção de leite quando esta diminui por o bebé não mamar eficientemente, o fazer de forma infrequente ou não ter iniciado a amamentação correctamente. A extracção frequente e eficaz de leite é um estímulo importante para a produção de leite.

A extracção de leite é útil ou necessária em múltiplas situações, umas mais prolongadas outras mais esporádicas:
manter a lactação quando a mãe está doente;
manter a lactação quando o bebé está doente ou hospitalizado e não pode mamar;
manter a lactação quando a mãe tomou medicamentos que impedem a amamentação;
iniciar e manter a lactação quando o bebé nasceu prematuro e ainda não consegue mamar;
quando a mãe tem de se ausentar, viajar ou regressar ao trabalho, permitindo ter leite e aliviando o ingurgitamento, o desconforto e o gotejar dos seios;
ajudar a prevenir que o leite escorra quando a mãe está longe;
ajudar o bebé a pegar quando um seio está cheio;
para prevenir ou aliviar o ingurgitamento (congestão) mamário;
prevenir que o mamilo e o seio se tornem secos e dolorosos e libertar ductos bloqueados;
ajudar enquanto o bebé aprende a sugar num mamilo raso ou invertido que dificulta a amamentação;
ajudar o bebé que apresenta descoordenação, ou se recusa mamar.
Quando começar a extrair o leite?

Obviamente o início da extracção vai depender do momento e do motivo da decisão. Mas, frequentemente é necessário logo após o parto, como acontece quando o bebé é prematuro, está doente, ou não consegue mamar por qualquer outra razão.

De qualquer forma, todas as mães deveriam aprender a retirar o leite, pois a grande maioria irá, mais cedo ou mais tarde, deparar-se com uma das várias situações atrás referidas.

No caso de iniciar a extracção após o parto vai precisar de muito motivação e empenho já que às dificuldades próprias de uma técnica que requer tempo e paciência para aprender se junta a angústia e a tristeza associadas à situação do seu bebé.

De início a quantidade de colostro produzida é pequena e muito dependente do seu estado emocional e da sua motivação. Se estiver muito ansiosa, angustiada ou com muitas dores verifica-se um atraso na descida do leite. Não existe uma inibição da produção, mas sim um atraso, cuja forma de contrariar consiste em extrair frequentemente (8 a 12 vezes por dia). A quantidade de colostro que vai conseguir retirar é pequena mas com o tempo vai aumentar, tal como acontece quando o bebé mama normalmente. A duração de cada sessão por extracção é pequena (já que o leite é pouco) e deve ser aumentado gradualmente.

A eficiência com que retira o leite não é um indicador da quantidade produzida. De início a quantidade é pequena mas com o tempo aumenta. Mesmo as pequenas quantidades iniciais, por mais ínfimas que lhe possam parecer, podem e devem ser aproveitadas para o seu bebé prematuro ou doente e eventualmente guardadas se ele ainda não pode ser alimentado.

Com que frequência tirar leite?

Os bebés nos primeiros dias mamam 8 a 12 vezes por dia. Desta forma, esta é a quantidade de sessões que deve efectuar para poder ter leite, sendo o número mínimo de 6 vezes. O tempo entre extracções pode ser variável e ajustado às suas preferências e outras actividades, sem um horário rígido, como acontece com a amamentação em geral.

E de noite?

De início não é absolutamente necessário retirar leite durante a noite, mas assim que começar a produzir uma maior quantidade poderá existir ingurgitamento, ficando com os seios volumosos, cheios e dolorosos obrigando-a a uma ou mais sessões nocturnas.

Se o objectivo é aumentar a produção de leite, a extracção nocturna é muito importante e por isso deverá fazê-lo, pelo menos uma vez, a meio da noite.

Mais tarde, quando o aleitamento materno estiver bem estabelecido, se não se sentir desconfortável não é obrigatória a extracção durante a noite. Se se verificar uma diminuição de produção, será mais prudente estimular a produção durante a noite.

Quanto tirar, durante quanto tempo?

Quantidade de leite

Tal como acontece com o bebé a mamar, quanto mais vezes extrair leite mais leite vai ter. Contudo, existe uma variação individual importante, pelo que não deverá esperar quantidades bem definidas de leite. Não deve ter a preocupação em medir a quantidade já que será de esperar variação de vez para vez ou de um dia para outro, dependendo de diversos factores como o tempo decorrido entre extracções, a altura do dia ou a da sua situação emocional.

Se sentir que o leite está a diminuir, não se preocupe, que logo que o bebé (re)começar a mamar irá verificar-se um aumento da quantidade.

A duração da extracção de leite, e por mais uma vez, deverá simular a amamentação normal. De início, deverá ser feita mais vezes e por períodos curto que serão aumentados com o tempo, até sessões de 15 15 minutos em blocos de 5 minutos.

Extracção de leite

Previamente à extracção de leite:

1. Não é necessário lavar os seios antes de tirar leite. Deve fazê-lo uma vez por dia quando tomar banho;
2. Lave as mãos com água e sabão, escolha um sítio calmo/sossegado, relaxe-se, e pense no seu bebé;
3. Pode tomar um duche ou banho de água quente, ou aplicar panos com água quente sobre os seios, para ajudar o leite a fluir;
4. Para estimular o fluxo de leite, massaje as mamas, com as pontas ou os nós dos dedos (Ver figuras), movendo em direcção ao mamilo, com movimentos circulares. Massaje a toda a volta do seio;

Extracção Manual

É a forma de extracção de leite mais usada em todo o mundo. Embora algumas mulheres a achem desagradável, outras preferem-na. É muito eficaz quando se domina a técnica, é simples e pode utilizar-se em qualquer altura, sem utensílios. É económica.

Como extrair leite manualmente:
Coloque a mão com 4 dedos por baixo e o polegar por cima do mamilo, formando um C, na zona de transição da aréola para a pele do seio;
Com o polegar e o indicador, faça uma ligeira pressão para trás. Não deve doer. Não deslize os dedos ao longo da pele;
Mantendo a pressão, comprima o polegar e o indicador, com um ligeiro movimento para a frente, expulsando o leite;
Liberte a pressão dos dedos e reinicie;
Vá mudando a posição dos dedos à volta da mama para permitir retirar o leite de todos os ductos. Não esprema ou puxe os seios porque poderá magoar;
Faça durante 3 a 5 minutos e mude de seio. Repita 2 a 3 vezes de cada lado;
Quando o leite sair, colha-o para um reservatório limpo.

Extracção de leite com bombas
A opção da compra

A opção de compra de uma bomba vai depender da utilização que prevê vir a dar-lhe. Para quê, com que frequência, por quanto tempo são questões a responder antes de comprar. Poderá optar por bombas manuais ou eléctricas, duplas ou simples, ou até nenhuma em função das suas necessidades.

Tipos de bombas
Portáteis (manuais ou a pilhas)

Eléctricas

Como escolher uma bomba extractora de leite

Existem múltiplas escolhas possíveis de bombas para retirar leite. A eficácia e os preços variam. As manuais são as mais baratas e podem comprar-se em farmácias, lojas de artigos para bebés, grandes superfícies e até em hospitais. Alguns hospitais e empresas de comercialização têm programas de empréstimo. A evitar são as de bolbo de borracha (tipo pêra, ver fotografia), que são difíceis de limpar e muito pouco eficazes.

Deve ter em consideração o preço, a facilidade do seu uso, o conforto, assim como a facilidade de limpeza. Mais caras não quer dizer melhores.

Pode optar por bombas que retiram leite das duas mamas ao mesmo tempo, permitindo dessa forma poupar tempo.
A limpeza e higiene das bombas

É essencial a limpeza da bomba, mas não desinfecção, desde que a utilização seja só por si, sem a partilhar. Siga as instruções de lavagem da bomba, mas em princípio lavagem com água quente e sabão e passagem por água corrente no fim é o indicado. Deixe secar sobre um pano seco, tapada com um pano. Verifique nas instruções se a pode lavar na máquina da louça.

Extrair leite para um bebé doente ou prematuro
É importante que inicie a extracção de leite o mais cedo possível;
Para ter leite, deve extrair 8 a 12 vezes por dia incluindo pelo menos uma vez durante a noite. Quando conseguir uma boa quantidade de leite, 8 vezes por dia são suficientes;
Para ajudar a ter leite são úteis:
massajar os seios, banhos quentes, compressas quentes;
falar, massajar, dar colo ao seu bebé, praticar o método canguru;
ter fotografias dele, quando está longe;
Conserve o leite em quantidades apropriadas a cada refeição do bebé, para não desperdiçar (15-20 ml por cada quilo do bebé por cada refeição como orientação);
Discuta com os profissionais que cuidam do seu filho os pormenores da colheita, transporte e conservação do leite.

Conservar e Transportar
O melhor seria amamentar sempre o seu filho mas, por vezes, isso não é possível, sendo necessário refrigerar ou congelar o seu leite.
Quando o leite é congelado perde algumas das suas propriedades nutricionais e imunológicas, mas isso, em termos práticos, é negligenciável. Mesmo perdendo algumas das suas boas características, o seu leite continua a ser melhor que os outros leites.

Quando extrair o leite pode recolhê-lo em recipientes de plástico ou de vidro. Pode usar biberões, copos, ou sacos que várias marcas de bombas comercializam;

Não é necessário esterilizar os recipientes, apenas lavá-los bem, com água e sabão. Devem estar limpos, secos e ter uma tampa;
Coloque rótulos nos recipientes com a indicação do dia. Use primeiro o leite mais antigo;
Pode juntar leite de várias sessões de recolha: Quando tirar leite uma vez congele-o. Na segunda vez arrefeça o leite no frigorífico e quando estiver frio junte-o ao leite previamente congelado, no mesmo recipiente. Nunca congele leite quente. A quantidade do 2º leite deve ser inferior à do 1º;
O leite pode ser congelado por períodos variáveis dependendo das características dos congeladores, temperatura e estabilidade (Ver quadro);
Para transportar o leite congelado ou refrigerado pode usar termos ou geleiras, usando gelo para manter as temperaturas (inferior a 5º C se leite refrigerado, inferior a 5º C se congelado);
Guarde o leite em quantidades apropriadas a uma refeição do bebé;
Descongele uma porção de cada vez. Se o bebé quiser mais, rapidamente descongela outra;
Descongele o leite lentamente, no frigorífico, durante várias horas. Se for necessário descongelar mais depressa pode fazê-lo em banho Maria ou debaixo de água tépida a correr;
Depois de descongelado deve agitar o leite, para que os seus componentes se misturem adequadamente;
Não ferva o leite. Não descongele em micro-ondas, porque aquece de forma não uniforme, podendo queimar o bebé.

in amamentar.net

Tags from the story
Written By
More from

Festival Panda Celebra Vitória com a Selecção Nacional

  Mais de 15.000 espectadores estiveram no Porto para assistir ao maior...
Read More

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *