Actualidades

Mães aos 20 e depois aos 40!

Mães aos 20 e depois aos 40!
do Bebé

A mamãe afirma que o filho mais novo a motivou fazer programas que ela não faria mais, como encarar filas nos brinquedos do shopping e acordar cedo. "Reaprendi a ter paciência e hoje posso dizer sou uma mãe mais atenciosa e preocupada do que quando tinha 20 anos", diz a dona de casa.

Pedagoga foi mãe em três décadas diferentes

Filhos em três gerações. Pedagoga foi mãe aos 20,
30 e aos 40 anos (Foto: Arquivo pessoal)A professora de educação física e pedagoga Gláucia Simões, de 43 anos, experimentou a maternidade em três décadas diferentes. Ela é mãe de Mariah, 23, Lucca, 11, e de Guilherme, de apenas oito meses. Gláucia conta que as diferentes gestações serviram para torná-la uma mãe mais atenta e, ao mesmo tempo, menos paranoica.

No nascimento da primogênita, Gláucia conta que era mais rígida com a alimentação e que teve uma crise de choro ao ser ver obrigada a dar uma papinha industrializada à filha, na época com oito meses.

"Com a minha primeira filha, eu não queria dar nenhum alimento que não fosse natural. Mesmo grandinha, com mais de um ano, eu queria dar leite materno. Depois com os outros filhos, percebi que você não precisa ser tão rígida com as coisas. Acho que a maturidade me mostrou que é possível ter uma relação saudável e sem estresse", disse a pedagoga.

Filho adolescente virou aliado na educação do caçula

 

Patrícia diz que filho adolescente ajuda a
cuidar do caçula (Foto: Arquivo pessoal)A cantora Patrícia Mauro, de 44 anos, sempre quis ter dois filhos, mas não esperava que a diferença entre eles seria tão grande. Passados 15 anos e com um novo casamento, Patricia resolveu experimentar novamente o barrigão.

Mãe de João, de 17, e de Rafael, de 2, ela conta que a experiência de ser mãe contribuiu para o segundo parto. O filho adolescente se tornou um aliado na hora de trocar fraldas e também ajuda a mãe na educação do irmão mais novo.

“É maravilhoso ser mãe aos 40. Além do mais, o meu filho mais velho está tendo a experiência de acompanhar a evolução de um bebê e entender tudo aquilo o que lhe contava sobre os cuidados que tinha quando ele era neném”, disse Patrícia.

Mãe de 60 anos discute sexo e drogas com filha de 20

A manicure Altamir de Souza, de 61 anos, foi mãe com 18, 22 e aos 38. Ela afirma que a diferença de 20 anos entre o primeiro e o último parto serviu como um “rejuvenescimento”. Ela diz que tem a cabeça mais aberta para discutir assuntos como sexo e drogas, com a filha caçula Thais, de 22 anos.

“O papel de mãe é ter diálogo com os filhos. E só tenho a agradecer a Deus por poder ter sido mãe em três etapas diferentes da minha vida”, relata Altamir.

 

in g1.globo.com

Click to add a comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Actualidades
do Bebé

More in Actualidades

fundação rui osório de castro

Workshop de Moda para Crianças do IPO de Lisboa

Mulher dá à luz a bebé ‘grávida’ de gémeos

operação nariz vermelho loja online

Operação Nariz Vermelho lança loja online

O MUNDO SECRETO DOS BEBÊS

O Mundo Secreto dos Bebês: Série mostra como pais devem agir quando bebés começam a falar

fetos de bebés em impressoras 3D

Empresa da Estónia cria “bebés” em impressoras 3D

Sangue de cordão

Sangue de cordão não é seguro de vida diz uma campanha no Brasil

bebés trocados

França indemniza famílias com bebés trocados

A Genética e fatores ambientais influenciam na evolução infantil

A Genética e factores ambientais influenciam na evolução infantil

Parceiros:
contacto: info@dobebe.com

Copyright © 2016 doBebe.com.