Mães aprendem como amamentar os bebés

A ausência de modelos de mulheres a amamentar os seus bebés, associado a fortes estratégias de marketing que, nos últimos 40 a 50 anos, promoveram os leites artificiais, são os principais entraves que os profissionais da Maternidade Bissaya Barreto, em Coimbra, enfrentam no âmbito dos programas de incentivo ao aleitamento materno.
"Até os livros escolares apresentam os mamíferos com as crias a mamar, mas os seres humanos são retratados, normalmente, com um biberão ao lado", exemplifica Luís Silva, enfermeiro-chefe da Maternidade Bissaya Barreto, onde decorreu a ‘Semana do Aleitamento Materno’. Esta ausência de exemplos "condiciona negativamente a motivação da própria mulher para amamentar", acrescenta a enfermeira Margarida Moura.

"Uma das formas mais eficazes de incentivar é através das crianças, que nunca viram irmãos, amigos ou a vizinha a amamentar", refere Luís Silva, ao sublinhar que é necessário derrubar mitos que ainda persistem. "O mais comum é dizer que as mamas ficam descaídas. É mentira", garantem os profissionais, que têm vindo a dar formação e a apoiar as mulheres.

"A sociedade não está preparada e quando a mãe regressa ao trabalho é tudo muito complicado, a nível empresarial não se aceita", garante António Silva, pai de duas crianças, a mais nova com dois meses, que participou numa das iniciativas da Bissaya Barreto.

A mulher, Ariana Farinha, confirma: "Tive de prescindir da carreira profissional por causa dos meus filhos". Ariana Farinha continua a amamentar a filha bebé: "Estamos esclarecidos de todas as vantagens do aleitamento materno porque fizemos a formação pré e pós-parto".
 

in CM

Written By
More from

DISNEY JUNIOR COM PROGRAMAÇÃO ESPECIAL

‘DOUTORA BRINQUEDOS: ESCOLA DE MEDICINA’ Nos domingos, de 4 de janeiro a...
Read More

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *