Maternidades privadas

Maternidades privadas ameaçadas de fecho por falhas na segurança.
A ministra da Saúde deixou implícito que há maternidades privadas que podem ser encerradas, por não respeitarem as normas de segurança das mulheres e das crianças, e dá um prazo, até ao final do ano, para que essas regras sejam cumpridas.


A revelação de Ana Jorge, feita ontem, na comissão parlamentar de Saúde, baseia-se nas conclusões do relatório da Inspecção-Geral das Actividades em Saúde sobre o funcionamento de 25 salas de parto não públicas.

“A situação é muito heterogénea, sendo claro que há casos em que as normas consensualmente aceites como adequadas não são respeitadas”, acentuou a ministra, ao falar aos deputados, a quem garantiu que “serão tomadas as medidas correspondentes” se, até ao final do ano, “não forem cumpridas as indicações técnicas”. No final da audição, a governante esclareceu aos jornalistas que “o relatório será devolvido às maternidades com a indicação das condições técnicas necessárias para que as mulheres e as crianças possam ser assistidas em segurança”.

“Até ao fim do ano, tem de estar tudo resolvido”

in JN

Written By
More from

Hiperactividade

Pergunta:  Boa noite, o meu filho tem 2 anos e sempre foi...
Read More

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *