Menina que sofreu AVC durante a gravidez surpreende os médicos

Quando Caitlin McLaughlin nasceu, depois de ter sofrido um AVC ainda dentro do útero

, os médicos avisaram que os danos cerebrais não lhe permitiriam andar ou falar. Mas, aos três anos, a menina britânica fala e anda e apenas regista problemas de visão

A menina, agora com três anos, sofreu, durante a gestação, um AVC capaz de matar um adulto, segundo os médicos. Quando nasceu, vários especialistas que a analisaram concluiram que os danos que o derrame tinha provocado no seu cérebro a deixariam cega e incapaz de andar ou falar. Mas, para surpresa de todos, Caitlin McLaughlin vive quase como uma criança “normal”.

O AVC só foi diagnosticado depois do parto, durante o qual a bebé começou a perder os batimentos cardíacos.

Ao longo dos primeiros meses de vida da filha, os pais preparam-se para se adaptarem a uma criança que, garantiam os médicos, teria necessidades especiais. No entanto, aos sete meses, o prognóstico começou a mudar: Durante uma sessão de fisioterapia, a menina soltou uma gargalhada, para espanto dos especialistas. Meses depois, desta vez no decurso de uma consulta, uma médica desanimava a mãe: “Ela nunca poderá falar porque nunca a entenderá”. Nesse momento, Caitlin pronunciou a primeira palavra: “mamã”, deixando a clínica boqueaberta.

A aprendizagem do andar aconteceu mais tarde do que nas crianças sem quaisquer problemas, mas aconteceu, mais uma vez surpreendentemente. A menina, q

Written By
More from

O papel do pai na amamentação

Actualmente falamos muito em Aleitamento Materno mas sempre na perspectiva da Mãe....
Read More

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *