Necrose para de evoluir em bebê supostamente picado por aranha

 O estado de saúde do bebê de 11 meses, que teve a perna amputada e parte do rim retirado, após suposta picada de uma aranha-marrom em Alagoinhas, interior da Bahia, continua estável. A boa notícia é que a necrose parou de evoluir.

Segundo boletim médico divulgado pelo Instituto da Criança do Hospital das Clínicas de São Paulo," o paciente se encontra sedado, em ventilação mecânica, e apesar da gravidade da infecção seu estado é considerado estável".

O menino, que está internado desde o dia 18 de março na UTI pediátrica da unidade hospitalar, teve parte do rim esquerdo retirado no dia 26 de março. Um fungo chamado Zygomiceto foi identificado no corpo do garoto, que está recebendo antibióticos, incluindo um tipo específico para este fungo.

De acordo com a assessoria de imprensa do hospital, não há previsão de novas intervenções cirúrgicas para os próximos dias.

A criança foi transferida para São Paulo após passar por quatro intervenções no Hospital Jorge Valente, em Salvador, na tentativa de conter a necrose em seu organismo. O diagnóstico de picada de aranha não é conclusivo, já que o animal não foi encontrado na casa do menino.

in atarde.com.br

Written By
More from

Estudo nacional revela desconhecimento dos pais para uma doença infantil que preocupa os pediatras

O "Estudo de Percepções na área das gastroenterites infantis por Rotavírus -...
Read More

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *