Ómega 3 melhora a memória dos mais pequenos

omega3

  O consumo regular de alimentos ricos em Ómega 3 melhora a capacidade de aprendizagem das crianças. Publicado na American Journal of Clinical Nutrition, o estudo conclui que os alimentos ricos em ácidos gordos DHA (Ácido Docosahexanóico), como é o caso do salmão, têm efeitos positivos sobre as funções cerebrais associadas à memória
Uma equipa da Universidade de Cincinnati, conseguiu, através de uma ressonância magnética ao cérebro, verificar o impacto positivo da acção dos ácidos gordos DHA ao nível da memória. “As conclusões vêm confirmar outros estudos os quais sugerem que o consumo regular de DHA tem uma forte acção modular no funcionamento da actividade cerebral”, explica o responsável pela investigação Robert McNamara.
O estudo, publicado a 3 de Fevereiro de 2010, foi realizado em 33 rapazes saudáveis, entre os oito e os dez anos. Durante oito semanas, as crianças foram divididas em dois grupos, tendo sido pedido a um grupo que ingerisse uma de duas doses de DHA (400 ou 1200mg por dia) enquanto o outro grupo consumia um placebo. Em momentos precisos, as crianças eram convidadas a jogar no computador enquanto os investigadores mediram alguns padrões da actividade cerebral.
Os resultados demonstraram que o nível de DHA nas membranas de glóbulos vermelhos aumentou de 47 para 70 por cento no grupo que consumiu doses pequenas de DHA; enquanto no grupo que consumiu um placebo esses valores tiveram uma quebra de cerca de 11 por cento. Os investigadores concluíram que consumo de DHA aumentou a actividade no córtex pré-frontal dorsolateral, área do cérebro responsável pela memória.
O estudo foi apresentado à European Food Safety Authority (EFSA) e vem reforçar os benefícios do ácido gordo DHA ao nível da saúde ocular, do crescimento e desenvolvimento cognitivo: “A ingestão do DHA está associada à saúde do cérebro, contribuindo para o normal desenvolvimento do cérebro dos fetos, bebés e crianças pequenas.” Os peixes gordos de origem marinha, como é o caso do salmão, são a melhor fonte de ómega 3, essencial ao bom funcionamento do organismo.
Estas conclusões levam o painel da EFSA responsável avaliação dos Produtos Dietéticos, Nutrição e Alergias (NDA) a recomenda o consumo de 100mg de DHA, por dia, para as crianças entre os 7 e os 24 meses e de 200 mg nas grávidas e lactantes. Nas crianças com mais de 18 meses, o ácido gordo DHA actua no desenvolvimento normal ao nível do processo cognitivo e da memória. *

* Robert K McNamara, Jessica Able, Ronald Jandacek, Therese Rider, Patrick Tso, James C Eliassen, David Alfieri, Wade Weber, Kelly Jarvis, Melissa P DelBello, Stephen M Strakowski, and Caleb M Adler – Docosahexaenoic acid supplementation increases prefrontal cortex activation during sustained attention in healthy boys: a placebo-controlled, dose-ranging, functional magnetic resonance imaging study – Am. J. Clinical Nutrition, first published on Feb 3, 2010 as doi: doi:10.3945/ajcn.2009.28549
 

Receba conselhos exclusivos na gravidez e para o seu bebé. Receba a nossa newsletter com passatempos, dicas e receitas. Visite o nosso Fórum e "desabafe" com outras mamãs! Registe-se aqui!

 

Written By
More from

Tributo aos pais que fazem vozes fofinhas aos seus bebés

... para, na verdade, passarem mensagens entre si. Uma prática notável que...
Read More

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *