Oncologia Pediatrica

O que é o Cancro?
O Cancro ou tumor maligno surge quando algumas células do organismo se modificam (tornam-se células malignas) e passam a multiplicar-se de uma forma desorganizada e mais rápida do que é normal. Surge assim um tumor maligno, inicialmente localizado em determinado órgão ou parte do corpo, mas que pode "espalhar-se" para outros locais, dando lugar a metástases, a que vulgarmente se chamam "raízes" do tumor inicial. É a capacidade de metastizar que define a natureza oncológica da doença. Apesar de nos últimos anos se terem feito muitos avanços em Oncologia, ainda não se sabe porque que é que em algumas crianças surge um cancro.

No entanto sabe-se que:

– O cancro não é contagioso.

– São raros os casos de cancro.

– Não há nenhum alimento que cause cancro na criança.

– Não é uma alimentação pobre em nutrientes, nomeadamente a falta de vitaminas durante a gestação, que causa o cancro na criança.

– A toxicodependência ou os hábitos tabágicos dos progenitores não são causa de cancro pediátrico.

– Não há relação entre ter tido um traumatismo e o aparecimento de cancro.

Assim, os pais não devem sentir-se culpados, pois não podiam ter feito para evitar o cancro. Para o diagnóstico da doença oncológica e avaliar a sua extensão, é necessário efectuar exames vários: análises ao sangue e à urina (por vezes também ao líquido céfalo-raquidiano, colhido por punção lombar), radiografias, ecografias, TAC (tomografia axial computorizada), RMN (ressonância magnética nuclear), cintilogramas, mielogramas (exames à medula óssea), biópsia do tumor, etc…

Por vezes esses exames são repetidos durante o tratamento e após este, para se avaliar a resposta da doença ao tratamento e como de vigiar a criança após ter terminado o tratamento. Sempre que se realiza um exame doloroso, este é feito sob analgesia local e sedação ou anestesia geral.

Como ser Dador
 

O Transplante de Medula Óssea é a única esperança de sobrevivência para muitos portadores de leucemias e outras doenças do sangue.

Se para o doador a doação é apenas um incómodo passageiro, para o doente pode representar a diferença entre a vida e a morte.

A doação de medula óssea é um gesto de solidariedade e de amor ao próximo!

Proposta para inscrição no CEDACE – BANCO DE DADORES DE MEDULA ÓSSEA
O objectivo do CEDACE é encontrar dadores voluntários que desejam doar células de medula óssea a doentes que podem ser tratados por transplantação destas células.

Se tem entre 18 e 45 anos, pode participar no Registo Português de Dadores de Medula Óssea (CEDACE) como potencial dador de medula óssea.

Para saber mais sobre o transplante de medula clique AQUI.

Contactos:
Lisboa
CEDACE, Registo Português de Dadores de Medula Óssea
Hospital Pulido Valente
Alameda das Linhas de Torres, 117
1769-001 LISBOA

Tel. 21 750 41 52
Fax. 21 750 41 76

Porto
Centro de Histocompatibilidade do Norte
R.Roberto Frias – Pavilhão Maria Fernanda
4200-467 Porto

Tel. 22 51 9102 ou 22 557 3470

Coimbra
Centro de Histocompatibilidade do Centro
Pcta Prof. Mota Pinto – Edf.São Jerónimo, 4º Apartado 9041
3001-301 Coimbra

Tel: 239480700/719

 

 in http://www.oncologiapediatrica.org/index.php?/site/ver_artigo/19

Tags from the story
Written By
More from

Crianças mais expostas à TV têm maior chance de apresentar comportamento agressivo

Crianças com comportamento agressivo já nos primeiros anos de vida apresentam mais...
Read More

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *