Os primeiros sapatos do bebé

mam3

mam3Na ansiedade de ver os bebés a andar, alguns paiscomeçam a pôr-lhes sapatos cedo demais. Antes dos 12-18 meses não há necessidade de sapatos, a não ser em ocasiões especiais -festas, saídas, etc. Preferencialmente o bebé deve andar descalço, com meias antiderrapantes se o solo estiver frio.  É necessário o bebé sentir o chão e as suas irregularidades, para poder adaptar o pé e equilibrar-se. A comprar alguns sapatos, é recomendável serem sapatos formativos. Os sapatos foram concebidos para proteger o pé de objectos que encontre no chão e que lhe possa fazer mal. De qualquer forma , os sapatos não evitam as deformações do pé nem contribuem, de nenhuma forma, para o desenvolvimento psicomotor.
Uma vez que a criança caminhe, pode adquirir sapatos suficientemente amplos para acomodar os pés, sem os pressionar; As solas devem ser antiderrapantes (o mesmo se usar meias);
Os contrafortes laterais devem ser suficientemente apoiantes para evitar que o pé resvale para o lado, e para manter o pé direito;
A sola interna deve ter o relevo necessário para estimular o desenvolvimento do arco plantar;
Não é necessário gastar ”fortunas” em sapatos …dado que os pés das criança crescem rapidamente, há que ter em atenção este aspecto e ter sapatos que não estejam, nem largos demais nem, apertados;
As crianças devem andar descalças em casa, com meias antiderrapantes;
Os sinais de alarme são:alterações como coxear, diferenças de tamanho ou de forma entre os membros inferiores, dores nas pernas, deformações.

Boas práticas a não esquecer
É sempre bom que os bebés tenham boas posturas. O sentar “à chinês” (com as pernas cruzadas) é uma medida boa, em termos posturais, ao contrário do “sentar à japonês”(com as pernas para trás).

in Dr Mário Cordeiro Em “O grande livro do bebé”

 

Written By
More from

Os castigos

Os castigos são muito importantes para a  ajudar na educação dos seus...
Read More

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *