Prevenção das Infecções Respiratórias

4208

A maioria das infecções respiratórias na criança pequena são causadas por vírus, e manifestam-se por sintomas de "constipação".

Nos bebés prematuros, estas infecções podem ser particularmente graves, porque os pulmões e as defesas naturais não estão completamente desenvolvidas. Os bebés com doença pulmonar ou cardíaca grave ou com imunodeficiência, constituem os grupos de maior risco de contrair uma infecção grave.


 

O VÍRUS SINCICIAL RESPIRATÓRIO (VSR)

Entre o final do Outono e o início da Primavera (de Outubro a Abril), as constipações são mais frequentes, e o vírus sincicial respiratório é o principal causador destas infecções. No prematuro pode provocar sequelas permanentes como a asma e outros problemas respiratórios.

COMO SE PROPAGA O VSR?
O VSR é altamente contagioso. Propaga-se através do contacto com uma pessoa infectada (mãos, beijos, tosse, espirros), ou pelas superfícies que estão contaminadas (brinquedos, roupa, maçanetas das portas), onde pode sobreviver mais de 7 horas; propaga-se rapidamente em condições de habitação muito populosas e em infantários. O período de incubação (tempo decorrido entre a exposição ao organismo causador da doença e a manifestação dos primeiros sintomas da doença) varia entre 3 e 5 dias. As re-infecções são frequentes, mas de gravidade decrescente.

COMO SE MANIFESTA?
Os sintomas de infecção por VSR podem surgir como uma constipação comum, com febre baixa e obstrução nasal. Nas crianças pequenas ou de risco, a doença pode atingir as vias respiratórias inferiores – BRONQUIOLITE. Se surgir dificuldade em respirar, respiração rápida, pausas respiratórias (apneia), pieira (chiadeira), prostração, irritabilidade, dificuldade na alimentação, o seu filho, deve ser observado pelo médico de imediato.

COMO PODE PROTEGER O SEU FILHO

Assegure-se que todas as pessoas lavam as mãos, com água e sabão, antes de tocar no seu bebé.
À chegada da escola ou infantário, os irmãos devem lavar a cara e as mãos, antes de brincar com o bebé.
Não deixe que partilhem chuchas e brinquedos. Estes também devem ser lavados com frequência.
Tente que o bebé não partilhe com os irmãos o mesmo quarto de dormir.
Mantenha o bebé afastado de familiares "constipados", ou com febre.
Se a mãe está constipada, deve usar máscara que lhe cubra a boca e o nariz durante as mamadas e os cuidados dispensados ao seu filho. As mãos devem ser cuidadosamente lavadas antes e depois de colocar a máscara, assim como depois de se assoar. Deite fora os lenços de papel.
Sempre que possível, evite colocar o seu filho no infantário, até que o pediatra lhe diga que já pode fazê-lo.
{mosgoogle left}Mantenha o bebé afastado de lugares com grande concentração de pessoas, como centros comerciais, supermercados, transportes públicos, salas de espera de consultórios ou hospitais.
Mantenha o bebé afastado do fumo de tabaco, não permita que fumem em casa ou perto dele.
Sempre que possível, o aleitamento materno é a melhor opção.
Existe um medicamento que é um anticorpo (anticorpo monoclonal – Palivizumab) necessário para a protecção contra a infecção por VSR e que o bebé que nasceu muito prematuro não recebeu da sua mãe. Este medicamento só se administra a bebés que estão nos grupos de maior risco, e na época do VSR.
Se o seu filho tiver indicação para fazer este anticorpo, o pediatra, antes da alta, irá informá-lo e programar consigo a administração.

Paulo Silva
Enfermeiro numa Unidade de
Cuidados Intensivos Neonatais
Especialista doBebe.com

 

Written By
More from

Jamais diga ao seu filho…

Deverá ter algum cuidado com algumas frases que diz ao seu filho,...
Read More

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *