Actualidades

“A maior dificuldade foi aprender a cozinhar”

“A maior dificuldade foi aprender a cozinhar”
do Bebé

João Paulo Sacadura ficou viúvo há quatro anos e vive sozinho com os dois filhos. Já Vítor Horta lutou dez anos pela guarda da filha.

"A maior dificuldade de adaptação foi aprender a ajudar nos trabalhos de casa e a cozinhar", confessa João Paulo Sacadura. Há quatro anos e meio ficou a viver sozinho com os dois filhos gémeos, depois da morte da mulher.

Actualmente, o apresentador do programa Cartaz das Artes, na TVI, já coordena sem dificuldade toda a rotina diária. Mas claro que não esquece o apoio da família, que tem sido "imprescindível". João Paulo Sacadura também não poupa elogios aos filhos, de 12 anos. "Tenho a sorte de serem os dois muito bons alunos e de não darem trabalho nenhum. Depois são miúdos calmos que me ajudam muito", refere orgulhoso.

Este pai solteiro garante que não precisa de uma companhia feminina em casa para o ajudar. "Os meus filhos sempre disseram que ninguém ia ocupar o lugar da mãe, e eles enchem a casa e a minha vida por completo, por isso, não penso em voltar a casar", explica o apresentador.

Quem também está sozinho é Vítor Horta, que, durante 10 anos, lutou pela guarda da filha, com quem vive há um ano. Desde que se separou da ex-mulher que o técnico de palco lutou para ter a filha a tempo inteiro ao pé de si. "A minha filha tem sido um instrumento de arremesso e de vingança e tem sofrido com isto tudo. Mas desde que está comigo que temos tentado esquecer o que ficou para trás".

A filha de Vítor tem agora 12 anos e desde o ano passado que vive com o pai em Lisboa. A mudança da Marinha Grande para a casa de Vítor não foi complicada. "Antes já havia um bom relacionamento entre pai e filha", diz.

A maior dificuldade foi impor regras. "Antes estava com ela apenas ao fim-de-semana e não precisava de impor tantas regras, mas agora que vivemos juntos é preciso cumprir normas, como lavar os dentes ou arrumar o quarto. Mas agora já estamos mais habituados à rotina", conta Vítor Horta, 45 anos.

A longa batalha judicial para ter a guarda da filha leva Vítor a apontar o dedo aos tribunais portugueses por darem preferência às mães. "Para ficar com a minha filha tive de fazer vários relatórios do foro psicológico ,e as assistentes sociais estiveram várias vezes em minha casa para ver se tinha condições. Parece que há uma desconfiança em relação aos homens", refere. Na escola também estranharam que Vítor fosse o encarregado de educação, situação que levou o técnico de palco a ter de se explicar.

No caso de João Paulo Sacadura, o facto de estar sozinho não trouxe mudanças na escola. "Sempre fui o encarregado de educação deles porque a mãe não tinha muito tempo", revela. A única mudança é que passou a ir à escola no dia da mãe, para que os filhos não sintam tanto a sua falta.

in dn

Click to add a comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Actualidades
do Bebé

More in Actualidades

fundação rui osório de castro

Workshop de Moda para Crianças do IPO de Lisboa

Mulher dá à luz a bebé ‘grávida’ de gémeos

operação nariz vermelho loja online

Operação Nariz Vermelho lança loja online

O MUNDO SECRETO DOS BEBÊS

O Mundo Secreto dos Bebês: Série mostra como pais devem agir quando bebés começam a falar

fetos de bebés em impressoras 3D

Empresa da Estónia cria “bebés” em impressoras 3D

Sangue de cordão

Sangue de cordão não é seguro de vida diz uma campanha no Brasil

bebés trocados

França indemniza famílias com bebés trocados

A Genética e fatores ambientais influenciam na evolução infantil

A Genética e factores ambientais influenciam na evolução infantil

Parceiros:
contacto: info@dobebe.com

Copyright © 2016 doBebe.com.