Regras a cumprir no Mundo virtual

O computador é uma importante ferramenta no desenvolvimento de actividades escolares e até um meio divertido de aprendizagem através de jogos didácticos. No entanto, é essencial que os pais ensinem os mais pequenos a fazerem um bom uso da internet, para evitar situações de inconsciência e consequente perigo.

O ideal é ter desde cedo uma conversa sobre os aspectos positivos e negativos deste Mundo virtual, incentivar os mais jovens a partilharem com os pais as experiências na internet e colocar o computador numa área onde seja fácil monitorizar as actividades das crianças no computador.

Os progenitores devem ainda consultar com regularidade as salas de chat e os sites aos quais os filhos acedem e definir um conjunto de regras e horários de utilização da internet de forma a evitar longas horas em frente do computador, um comportamento que coloca a sua saúde em risco, além de poder prejudicar a sua aprendizagem por reduzir as horas de descanso ou de estudo. De salientar que um estudo publicado na edição deste mês da revista Pediatrics garante que o uso de consolas e jogos aumenta em 67% o risco de défice de atenção e hiperactividade.

Para que a utilização da internet seja uma experiência didáctica e social positiva para os seus filhos é também importante explicar-lhes que devem respeitar os outros cibernautas e a propriedade de empresas e de outras pessoas, não copiando e reproduzindo conteúdos privados (pirataria), e incentivá-los a acederem apenas a sites e a redes sociais com os limites etários correspondentes às suas idades.

Os pais devem ainda ensinar os mais jovens a nunca fornecerem dados pessoais e informações sobre a escola que frequentam e horários e a não se encontrarem com os amigos virtuais pessoalmente, explicando que os amigos virtuais podem não ser quem eles afirmam ser.

Cuidados a ter com redes sociais

Relativamente às redes sociais, fóruns e chats, a Panda Security aconselha os menores a não publicarem informação que os possam identificar, nem revelar o local onde vivem ou estudam; ter especial cuidado com fotografias e vídeos que se colocam online e ter atenção a quem consegue aceder aos mesmos; optar por manter contacto apenas com pessoas que conhece; não clicar em ficheiros suspeitos de fontes desconhecidas ou não fiáveis; e evitar fazer download de documentos. Os pais devem ainda informar-se sobre ferramentas de filtragem de conteúdos da Internet, ajudar a proteger os seus filhos contra janelas pop-up ofensivas, utilizando o bloqueador de janelas de pop-up incorporado no Internet Explorer e ensiná-los a não transferirem programas sem a sua autorização.

in Destak

Written By
More from

Puré de abóbora com alface (a partir dos 5 meses)

Ingredientes: 200 g de abóbora 50 g de batata 50 g de...
Read More

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *