Saiba a importância do peixe na alimentação do seu filho

Isso porque, além de ser fonte de cálcio e fósforo, é rico em vitaminas, minerais e ômega 3. Porém, tenha sempre o cuidado de retirar todas as espinhas.

 

O cação, por não ter espinhos, pode ser uma boa pedida para os pequenos, mas fique alerta para o risco de contaminação por mercúrio.

 

Outros tipos de peixe, como badejo, atum e salmão, são ricos em vitaminas e podem ser servidos da forma de filés.

 

Uma boa dica para o cardápio dos pequenos é o linguado, que tem sabor mais suave e costuma ser bem aceito pelas crianças.

 

Quando: crianças com histórico de alergia na família não podem consumir peixe antes de completar 1 ano. Caso contrário, pode ser oferecido para bebês, geralmente a partir dos 10 meses – ou até antes, conforme as orientações do pediatra.

 

Como: pequenas porções de peixe cozido podem ser introduzidas na papinha dos bebês. Para os maiores, o melhor é servir assado, grelhado ou cozido, embora as frituras costumem ter aceitação maior.

 

Quanto: o ideal é substituir a carne vermelha pela de peixe pelo menos 2 vezes por semana.

 

Risco de Obesidade: não é um alimento gorduroso, mas não exagere no peixe frito.

 
 

Written By
More from

Cólicas na gravidez

Algumas mulheres sentem cólicas durante a gravidez e saiba que é perfeitamente...
Read More

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *