Alimentação e Receitas

Soja

Soja
do Bebé

Vantagens e desvantagens do consumo de Soja
A soja apresenta desvantagens significativas na população infantil sobretudo quando a sua alimentação é enriquecida, ao longo do dia, com outros derivados de soja, como o iogurte e a manteiga, por exemplo. Saiba porquê:

1. Quais os benefícios da soja para a saúde?
Nos últimos anos, a soja tem-se revelado um alimento de elevada procura pelo consumidor que anseia uma alimentação mais saudável, e variada. Nesse sentido, esta excelente fonte de proteína vegetal tem demovido das dietas, o consumo abusivo de carne traduzindo-se numa menor ingestão de proteína animal e da gordura saturada que também veicula.
Assim tem sido implicada na redução de doenças do foro cardiovascular e na manutenção da diabetes, doenças que têm vindo a atingir a sociedade moderna.
Ainda que seja um alimento com conhecido potencial alérgico, a soja tem-se revelado, nalguns casos, um forte aliado para indivíduos, essencialmente crianças, que apresentam susceptibilidade alérgica à proteína do leite de vaca, possibilitando deste modo diversificar a sua alimentação, até então mais restrita. Além disso, pelo seu elevado teor em isoflavonas (hormonas vegetais de estrutura semelhante à hormona humana do estrogénio), a soja tem um considerável impacto funcional para reduzir os efeitos indesejáveis que a menopausa, pelo desiquilíbrio hormonal inerente, atinge a saúde da mulher em idade mais avançada.


2. Que tipo de cuidados se deve ter no consumo de produtos derivados de soja?

A soja, apesar de ser uma proteína vegetal muito completa, não apresenta todos os aminoácidos essenciais na sua composição pelo que compromete a adequada síntese proteica por parte do organismo. Nesse sentido, se o consumidor pretende compensar a ausência de carne, peixe ou ovo na sua dieta, deve pois privilegiar a combinação cuidada de outros alimentos vegetais (ex. soja com arroz) para que não ocorra privação nutricional proteica no seu organismo.
Por outro lado, a soja que apresenta vantagem funcional para a mulher sénior, pode de forma inversa, prejudicar o sistema hormonal de um indivíduo saudável, sobretudo crianças, onde o consumo infantil de soja, e seus derivados, realizado de forma diária, e continuamente, aumentam a concentração sanguínea de isoflavonas e condicionam alterações hormonais indesejáveis como sejam ao nível do crescimento e mesmo induzindo precocemente o amadurecimento do sistema sexual da criança.
Por outro lado, há estudos também que evidenciam que a soja, e seus derivados, pela sua riqueza em ácido fítico, dificultam a absorção, no organismo de importantes minerais como o cálcio, ferro e o zinco e exigem ao organismo um nível acrescido de vitamina D, implicada directamente na absorção do cálcio.
A soja caracteriza-se também por oferecer alguma indigestibilidade sobretudo nos derivados que não foram sujeitos a uma fervura prévia ou cozedura prolongada. Este facto está relacionado com o efeito inibitório que possui para impedir a degradação de proteínas e que poderá, de igual modo, diminuir a rentabilidade nutricional das refeições.
Portanto, o consumo de soja deve ser sempre muito equilibrado e realizado de forma descontínua, no dia-a-dia. No caso de dietas vegetarianas ou vegan, deve existir particular cuidado na complementaridade proteica dos alimentos vegetais. Além disso, deve sempre efectuar-se um bom aquecimento dos produtos à base de soja, antes do seu consumo, como seja ferver o leite.

3. Que produtos derivados de soja recomenda para quem quiser incluir a soja na sua alimentação?
A soja, e seus derivados, oferecem ao consumidor uma panóplia de interessantes produtos, com interesse nutricional. As variedades fermentadas (ex. tofu e misú) que apresentam efeito probiótico têm vantagem acrescida porque contribuem também para a manutenção da flora intestinal e do sistema imunitário, oferecendo ao consumidor uma maior robustez imunitária no combate à doença.

4. Os rebentos de soja são recomendáveis para uma boa alimentação e porquê?
Os rebentos de soja são considerados uma excelente alternativa vegetal para complementar a dieta alimentar com esta variedade de elevado teor de proteína. Possuindo alguma fibra, e de baixo valor calórico, os rebentos de soja oferecem uma fácil digestão e asseguram também o consumo de vitamina C, vantagem a retirar dos rebentos de soja que excepcionalmente podem, e devem, ser comidos crus ou levemente cozinhados pois não possuem os inibidores de síntese proteíca.

5. Quais as vantagens dos molhos de soja, que podem ser doces ou picantes, como alternativa a outros tipos de molhos?
Apesar de se tratar de um derivado fermentado de soja, e portanto com efeito probiótico, o consumo de molho de soja deve ser regrado sobretudo se se tratar de uma variedade cuja fermentação tenha sido acelerada por processos químicos, o que acontece com alguns produtos de menor qualidade. Além disso, possui um elevado teor de sal, totalmente desaconselhado, sobretudo porque irá aumentar o valor total de sódio ingerido nessa refeição.
Assim, tratando-se da alimentação dos filhotes, e tendo em conta o seu processo acelerado de crescimento, considero que será sempre recomendável que alterne com outros leites vegetais, como o de aveia ou o de amêndoa, mais indicados para este nicho populacional…
 

Mestre  Solange Burri
Consultora em Alimentação
http://www.babysol.com.pt
Especialista Portal dobebe.com

Click to add a comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Alimentação e Receitas
do Bebé

More in Alimentação e Receitas

bebe alimentacao 226637

Como adaptar a dieta do Bebé à dieta familiar?

lanche saudavel 0292

Dicas para Lanches Saudáveis

coscoroes

Menú Especial Natal – Doces

receita5(1)

Biscoitos de Azeite

rec2

Menú para o dia da Mãe

receita4(1)

Almôndegas de frango com molho de maracujá

vegan

O bebé vegetariano

brest

Alimentação na amamentação

Parceiros:
contacto: info@dobebe.com

Copyright © 2016 doBebe.com.