Teste Papanicolau

teste

O teste de Papanicolau é feito durante o exame ginecológico. Com a paciente deitada numa maca especial, com apoio para manter as suas pernas erguidas, o médico introduz um espéculo na sua vagina, para recolher amostras de secreção das partes interna e externa do colo do útero. Coloca o material coletado numa lâmina de vidro e envia para laboratório para análise. O procedimento, no consultório, é rápido. A mulher poderá sentir um ligeiro desconforto, por alguns minutos, perfeitamente suportável se ela relaxar, não tensionando a região pélvica.

O resultado do teste
Se o resultado der normal, a mulher pode ficar tranquila, mas deve lembrar-se de repetir o exame anualmente. Se der anormal, dependendo do nível (II, III ou IV), isso pode significar:
· que a região cervical está inflamada ou irritada, o que pode ser resultado de uma infecção;
· apresenta alterações chamadas “displasias”
(alterações nas células ou lesões intra- epiteliais escamosas, que podem desaparecer ou aumentar), que vão exigir tratamento, mas não é cancro
· contém indícios de cancro

Mulheres sujeitas a esse tipo de cancro
· Mulheres que tiveram doenças sexualmente transmissíveis, especialmente o papiloma humano (HPV);
· Mulheres cujo parceiro tem HPV;
· Mulheres com múltiplos parceiros sexuais;
· Mulheres que iniciaram sua vida sexual activa antes dos dezoito anos;
· Mulheres seropositivas;
· Mulheres com história familiar da doença;
· Mulheres que já se trataram desse tipo de cancro

Sintomas
O cancro do colo de útero, inicialmente, é silencioso. Os sintomas aparecem quando já está avançado, daí a necessidade do exame periódico de Papanicolaou. São eles:
· Sangramento após as relações sexuais;
· Perda de sangue inesperado entre as menstruações;
· Perda de sangue vaginal após a menopausa;
· Aparecimento de sangue na urina ou fezes;
· Dor na região pélvica.

A mulher que apresenta esses sintomas deve procurar imediatamente o médico, que solicitará outros exames também, a fim de fazer o diagnóstico.

Periodicidade dos exames de PAPANICOLAU
O primeiro teste deve ser feito aos 18 anos, ou antes, se já iniciou a sua vida sexual, e, a partir daí, anualmente. Devem fazer exames semestralmente as mulheres que:
· apresentarem alguma anormalidade em exame anterior;
· estão a entrar na menopausa;
· têm infecções vaginais frequentes;
· já fizeram cirurgia de retirada do útero, com permanência do colo.

Graças ao teste de papanicolaou e aos modernos métodos de tratamento, a mortalidade devido a câncer de útero diminuiu 70%.
Quando descoberto no início, ele é plenamente curável.

Mais aqui

Written By
More from

Interiores de bebé

Os bodies e os pijamas são as peças de vestuário mais cómodas...
Read More

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *