Notícias

Tudo sobre os cuidados com os dentes dos mais pequenos!

Tudo sobre os cuidados com os dentes dos mais pequenos!
do Bebé

A Margarida, de um ano e meio, observa a mãe às voltas com pasta, copo e escova. E como não quer ficar atrás, tenta fazer o mesmo. Afinal, com que idade é que eles podem começar a escovar os dentes? "Quanto mais cedo melhor. Mais ou menos a partir dos dois anos e meio, ou assim que tiverem controle sobre os movimentos," afirma Maria João Sancho, dentista da Clínica da Criança, em Lisboa. Entretanto, os pais podem ir ajudando. "Existem pastas específicas consoante as idades, e a diferença está na quantidade de flúor, que em excesso pode ser tóxico. Como os mais pequeninos engolem tudo, as pastas para crianças têm sempre menos flúor do que as destinadas aos adultos."

 

Com as escovas deve-se ter ainda mais cuidado. "A escova não deve ser de cerda natural mas de material sintético. Isto porque a cerda natural, como é material biológico, funciona como meio de cultura e pode encher-se de bactérias."

 

Passemos então à lavagem propriamente dita. O pior é que a maioria de nós — e, por arrasto, as crianças – se preocupa apenas com a superfície dos dentes. "Isso é lavar à Hollywood…", ri Maria João. "A lavagem tem de se centrar não nos dentes mas nas gengivas. A escova deve estar ligeiramente inclinada com os pêlos voltados para a gengiva, porque é aí que se acumula a placa. Claro que os miúdos não lavam logo correctamente os dentes, mas vai-se corrigindo pouco a pouco."

 

Os problemas maiores continuam a ser as cáries. "Os miúdos estão rodeados de doces por todos os lados, desde o café de bairro até às caixas dos supermercados. Miúdos de dois anos e meio já me aparecem com cáries…".

 

O que eles não devem comer continua a ser o costume: Chocolates, bolachas, rebuçados, chupa chupas, gomas… Quando muito, os doces devem ser consumidos depois das refeições porque os dentes são lavados a seguir. E depois porque a quantidade de saliva é maior e tem um efeito de lavagem.

O Flúor é para tomar a partir dos 3 meses até aos 14 anos, sempre com acompanhamento médico.  Igualmente aconselháveis são as pastilhas elásticas sem açúcar e com flúor. Único inconveniente: não fazem balão…

A chucha e o chuchar no dedo continuam condenados?

"Sim. Podem deformar o palato, puxar os dentes para a frente e provocar o aparecimento daquele buraco em arcada à frente. Se a chucha for retirada  partir dos 2 anos e meio, volta tudo ao normal. Mas a chucha ainda é o menos, o dedo é que é pior, porque não se pode tirar…"

As otites estão relacionadas com os dentes?

 "Não propriamente. O que acontece é que os dentes, quando nascem, reduzem as defesas da criança, e proporcionam o aparecimento de infecções, otites ou outras."

O que é que se pode fazer para aliviar os bebés?

"Existem os anestésicos tópicos e aquelas rodelas de roer que se põem ao frio e são anti-inflamatórios. Mas o efeito depende de cada bebé."

Quais são então os cuidados básicos?

"Lavar os dentes de manhã e depois das refeições. Tomar flúor. Evitar os doces. Ir ao dentista fazer flúor tópico de seis em seis meses."
 
dentes, saúde, crianças

in ttp://activa.aeiou.pt

 

Click to add a comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias
do Bebé

More in Notícias

fundação rui osório de castro

Workshop de Moda para Crianças do IPO de Lisboa

Mulher dá à luz a bebé ‘grávida’ de gémeos

operação nariz vermelho loja online

Operação Nariz Vermelho lança loja online

O MUNDO SECRETO DOS BEBÊS

O Mundo Secreto dos Bebês: Série mostra como pais devem agir quando bebés começam a falar

fetos de bebés em impressoras 3D

Empresa da Estónia cria “bebés” em impressoras 3D

Sangue de cordão

Sangue de cordão não é seguro de vida diz uma campanha no Brasil

bebés trocados

França indemniza famílias com bebés trocados

A Genética e fatores ambientais influenciam na evolução infantil

A Genética e factores ambientais influenciam na evolução infantil

Parceiros:
contacto: info@dobebe.com

Copyright © 2016 doBebe.com.