Crianças portuguesas pouco vigiadas

Quase metade dos pais portugueses não controla as páginas de internet a que os filhos acedem e perto de um terço das crianças não tem regras para utilizar a internet em casa.
O estudo foi feito pelo Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa e abrangeu cerca de 3000 jovens. O inquérito conclui ainda que a Internet é pouco utilizada nas aulas.

O acesso à Internet das crianças portuguesas está praticamente massificado, no estudo, 99% dos cerca de 3000 jovens inquiridos afirmam já ter utilizado a Internet.

Pouco mais de metade tem regras sobre o uso da internet em casa. Setenta e dois por cento dos inquiridos são controlados sobre as páginas visitadas, 54% sobre as pessoas com quem comunica e 6% sobre as compras online.

Já nas escolas, 23% dos alunos dizem que nunca utilizaram a Internet e aqueles que a utilizam justificam-na com pesquisas para trabalhos. No entanto as páginas mais visitadas pelas crianças pouco têm a ver com a formação: 85% visita sites de vídeos, 80% os sites de videojogos e 62% as páginas de redes sociais.

Quanto à confiança que depositam na informação que encontram online, 83% crê que não se pode acreditar em tudo o que aparece na Internet. Ainda assim, 91% considera que consegue encontrar a informação que necessita, 89% acredita que usar Internet é fácil e 74% vêm a boa utilização da internet como algo útil para o futuro profissional.

in TVI

Written By
More from

Estudo confirma gravidade do vírus H1N1 nas grávidas

Estudo confirma gravidade do vírus H1N1 nas grávidas Uma nova investigação realizada...
Read More

Deixar uma resposta